PMFS
Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 03/06/2017


    06.06.2017 10h39m
    Recomendar

    Sobe - O Ministério das Cidades por lançar novo programa Minha Casa, Minha Vida para atender faixa da sociedade muito menos assistidas


    Desce - O ministro Marcos Pereira, presidente do PRB, por ser flagrado em conversa com Joesley recebendo R$ 700 mil da primeira parcela de R$ 7 milhões pedidos para beneficiar a JBS


    Nem um pio


    O final de semana em Brasília promete ser o primeiro em muito tempo de alguma calmaria. Por incrível que pareça, já que há quem aposte que Rodrigo Rocha Loures, sem foro privilegiado, será preso nos próximos dias, o clima no Planalto é de otimismo. Sobre Loures, nem um pio.


    Nem um pio I


    Mas sobre o julgamento no TSE, há muito sendo falado. A expectativa é que Michel Temer seja inocentado na próxima terça-feira (6). Governistas estão animados com o pós-julgamento. Por inocência ou genuíno sentimento, acreditam que se o processo se resolver na próxima semana o presidente conseguirá colocar em votação as reformas ainda neste mês.


    Economia


    A Prefeitura de Camaçari fechou um acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF) que reduziu o valor das tarifas bancárias das transações feitas pela administração em cerca de 75%, o que vai permitir uma economia de R$ 1,5 milhão até o fim do ano no caixa do município. O secretário da Fazenda, Renato Almeida, disse que, quando o novo governo assumiu a gestão de Camaçari, seguindo a determinação expressa do prefeito Antônio Elinaldo de conter gastos, evitar o desperdício e rever contratos, a equipe da Sefaz descobriu tarifas “elevadíssimas” cobradas pela CEF e herdadas das gestões passadas.


    Lula


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu na noite de quinta-feira às acusações do empresário Joesley Batista, dono da JBS, contra ele e a ex-presidente Dilma Rousseff. Ao citar informações do empresário, de que a empresa teria criado uma conta bancária para abastecer as campanhas petistas à Presidência, Lula chamou Batista de “canalha” e ironizou a denúncia.


    Atendimento


    Para atender à demanda ao recadastramento biométrico, o Fórum Eleitoral de Feira de Santana (Zona Eleitoral 156ª) ampliou o horário no atendimento ao público. Com a mudança, diariamente, 150 eleitores foram beneficiados com o acréscimo de duas horas e meia no atendimento. A determinação é em conformidade com a Portaria N.º 03/2017. O eleitor que não fizer o recadastramento biométrico terá o título cancelado.


    Aprovada


    O Tribunal de Contas do Estado (TCE-BA) aprovou na tarde do último dia 1º, as finanças de 2016 do governador Rui Costa (PT). Apesar do tento da aprovação por unanimidade, o governador teve suas contas aprovadas com ressalva e 18 recomendações.


    Preso


    A Polícia Federal prendeu ontem (2), o ex-presidente da Valec José Francisco das Neves, o Juquinha, em desdobramento da Operação De Volta aos Trilhos. A prisão havia sido pedida pelo Ministério Público Federal, em Goiás, na Operação De Volta aos Trilhos e negada pela Justiça. Após a deflagração da operação, em 25 de maio, a Procuradoria solicitou a prisão novamente e a Justiça atendeu.


    Divergência


    O calendário da reforma da Previdência ainda não tem consenso entre parlamentares da base governista e da oposição. Embora os partidos tenham chegado a um acordo para a aprovação de diversos projetos ao longo desta semana, esse entendimento não alcançou a proposta de reforma previdenciária que está em análise na Câmara dos Deputados (PEC 287/16). As informações são da Agência Câmara.


    Eike


    O Ministério Público Federal (MPF) emitiu parecer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) defendendo o retorno do empresário Eike Batista à prisão. Eike é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O parecer da subprocuradora-geral da República Luiza Frischeisen defende que Eike pode atuar de forma criminosa se não estiver na cadeia.


    Processo


    O ex-presidente Lula decidiu processar a revista Veja e jornalistas por conta da capa que estampava Dona Marisa, sua mulher, falecida em janeiro. A chamada sugeria a “segunda morte” de Marisa Letícia, e foi feita após o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro. 



  • 02/06/2017


    06.06.2017 10h36m
    Recomendar

    Sobe - O equilíbrio fiscal do município de Feira de Santana.


    Desce - O Sindicato das Empresas de Segurança Privada da Bahia por apresentar proposta considerada pelo MPT como ‘insalubre’ aos vigilantes.


    Na fila


    O escritor José Batista, um dos coordenadores da campanha de Zé Chico para deputado federal, em contagem regressiva aguardando chegar o dia 29 de junho, data que o suplente de deputado Colbert Martins definirá se assume uma cadeira no Congresso Nacional ou se continua como vice-prefeito em Feira de Santana.


    Agora vai


    Tem uma legião de amigos do escritor, orando para que Marcos Medrado esqueça de tomar posse e aí seria a vez de Zé Chico, segundo suplente, assumir a cadeira. E ele, Batista, então seria nomeado para o cargo de Assessor de Assuntos Legislativos representando o deputado pelo interior do Estado.


    Neto e Ronaldo


    A confirmação do nome do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) como candidato a governador em 2018, abre espaço para as alianças com vistas à composição da chapa majoritária. De olho na participação o PMDB, PSDB, PRB e dentro do próprio DEM, com o nome do prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo. As informações é do site Bahia na Política.


    De olho em Kannário


    Com a possibilidade de ser expulso do PHS, em razão da sua conduta pública, o cantor e vereador por Salvador Igor Kannário vem sendo acompanhado de perto pelo PHS de Feira de Santana. É que sua maior expressão, vereador Ronny, pensa em ser candidato a deputado federal pela legenda. Igor Kannário é um dos principais concorrentes ao cargo nas eleições de 2018. A nota foi publicada originalmente no site Bahia na Política.


    Só segunda


    Estava prevista para ontem, a apresentação do relatório da Corregedoria da Câmara Municipal, sobre o envolvimento do vereador Ron do Povo (PTC) em denúncia de oferecimento de drogas no Legislativo por um assessor de vereador, conforme denunciado pelo mesmo. Mas segundo informou o presidente da Câmara, Reinaldo Miranda (PHS), o corregedor Alberto Nery (PT) estava doente. Ficou para segunda-feira (5), a leitura do relatório.


    Aumento


    O plenário do Senado aprovou ontem (1º), a Medida Provisória (MP) 765/16, que reajusta a remuneração de carreiras do serviço público federal, entre os quais as da Receita Federal. A medida também reestrutura carreiras do serviço público. O texto segue agora para sanção presidencial.


    PIB


    O presidente Michel Temer comemorou, em sua conta no Twitter, o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), que cresceu 1% no primeiro trimestre de 2017, em comparação ao último trimestre de 2016: “Acabou a recessão!”. Os dados sobre a economia brasileira foram divulgados ontem (1°), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


    Haddad


    A Polícia Federal realizou ontem, um novo desdobramento da Operação Lava Jato em São Paulo. Batizada de Cifra Oculta, a operação investiga um suposto pagamento de 2,6 milhões de reais, em caixa 2, da empreiteira UTC à campanha do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) em 2012. 



  • 01/06/2017


    01.06.2017 09h58m
    Recomendar

    Sobe - A Secretaria de Segurança Pública por contemplar zona rural, na Ronda Maria da Penha


    Desce - Atitude criminosa de homem que jogou ácido em uma mulher

     

    Agricultura familiar na Bahia


    O deputado estadual Angelo Almeida (PSB) comemorou o aporte de mais de R$70 milhões que o governo do Estado destinou para agricultura familiar, através do programa Garantia-Safra, que assegura renda mínima para até 345 mil famílias que perderem a lavoura. A assinatura do termo de adesão foi realizada, na manhã de ontem (31), no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), com a presença de 265 prefeitos, 200 agricultores familiares do semiárido baiano, movimentos sociais ligados ao setor e autoridades. "Os saltos qualitativos e quantitativos no acolhimento e assistência às demandas da agricultura familiar nos governos de Jaques Wagner e Rui Costa são extraordinários. Em 2006, apenas seis mil famílias eram assistidas pelo Seguro Safra Agrícola e agora saltamos para 345 mil agricultores baianos", destacou Angelo Almeida.

     

    Entrega de relatório adiada


    Estava marcado para a manhã de ontem (31), a entrega por parte do vereador e corregedor da Câmara Municipal de Feira de Santana, Alberto Nery, o relatório do caso da denúncia do Vereador Ron do Povo sobre oferta de drogas nas dependências da Casa da Cidadania, porém o presidente Ronny anunciou que Nery acordou não sentindo-se bem e pediu para se ausentar da sessão, ficando assim a apresentação do documento para a próxima semana.

     

    Feira Produtiva


    O vereador Cadimiel falou sobre o início da semana da Economia Solidária e sobre o projeto Feira Produtiva, parabenizando a prefeitura e o coordenador João Bosco. "O projeto realiza em Feira uma capacitação de técnicos através do Sebrae e atende as associações rurais, com essa capacitação, as associações podem fazer a entrega do seu produto em condições até de participar de licitações. Quero parabenizar o programa e todos que estão envolvidos, essa política pública de inserção para trazer o produto da zona rural para a zona urbana é muito importante", disse.

     

    Valorização de artistas da terra


    Fabiano da Van convidou os colegas e público presente na galeria, para a final do Festival de Música, que acontecerá no próximo dia 3 em Humildes. O edil afirmou estar muito feliz por ter o apoio da prefeitura. "É um evento muito importante, que contribui com a revelação dos artistas da terra, ano passado arrecadamos mais de uma tonelada de alimentos", comemorou.

     

    Samu não atendeu


    O vereador representante de Humildes ainda chamou a atenção da direção do Samu em Feira de Santana. Segundo ele, no distrito foi solicitado o serviço por duas vezes, por pessoas que estavam passando mal, porém os pedidos não foram atendidos. "Alegaram que o deslocamento dependia do acompanhamento da Guarda Municipal. Peço à diretoria que tenha mais atenção com o nosso povo, está na hora de resolver este problema".


    Não passa de desculpa


    Zé Filé parabenizou Fabiano da Van, que cobrou da diretora do Samu atendimento em Humildes. Questionou à diretoria do serviço o porquê de não solicitarem uma viatura da Guarda Municipal para acompanhar a Samu. "Isso é inventando desculpa, inventa outra porque essa o povo não aguenta mais", disparou.

     

    Secretário não trabalha


    "As Estradas de humildes estão daquele jeito, o secretário de obras não existe, só se for na folha de pagamento, pois trabalhar não trabalha", alfinetou o vereador Zé Filé. O edil ainda disse que solicitou no dia 05 deste mês, do secretário Zé Pinheiro, que um buraco fosse tapado no Feira X e que até agora nada foi resolvido. "Já passou até na televisão, o buraco tá ficando famoso, 30 dias pra fazer uma besteira dessa? Eu vou parabenizar um secretário desses? Dizer que está trabalhando? As ruas estão esculhambadas, assim como está toda Feira de Santana", concluiu.

     

    É um homem trabalhador, sim!


    O líder do governo, José Carneiro respondeu ao discurso de Zé Filé dizendo que o secretário Pinheiro "é um homem trabalhador". "Não era essa a sua concepção quando ia pedir ajuda ao secretário", disparou. Filé disse que pedia ajuda mesmo, pois esse é o papel da liderança, o de cobrar. "Se o Senhor concorda com essa situação, está contra o povo, 30 dias para resolver um problema simples? O senhor está defendendo a pessoa errada, tenha certeza que vou cobrar sempre", concluiu o oposicionista.  



  • 31/05/2017


    01.06.2017 09h50m
    Recomendar

    Sobe - OAB por entrar com ação no MP contra os bancos durante greve dos vigilantes por prejudicarem clientes


    Desce - Interdição da Casa de Saúde por prejudicar atendimento a pacientes de mais de 100 cidades baianas


    Novo hospital


    O vereador Lulinha afirmou que Feira de Santana está vivendo um “momento de caos na saúde”. Segundo ele, a resolução depende do governo do estado. O edil afirmou que até já interferiu junto ao deputado José Nunes, para que cobrasse do governador a construção do novo hospital na cidade, mas que a resposta do gestor não foi satisfatória.


    Falta de merenda


    Carlito do Peixe disse que a escola em que o vereador Zé Filé apresentou denúncia por falta de merenda na sessão da segunda (29), tem diretoria, assim como qualquer outra. “É como se fosse uma residência, se faz as compras, tudo é abastecido, mas com o consumo os alimentos acabam. É função de uma dona de casa assim como da diretora de repor. Se as pessoas não acompanham o andamento desse processo e deixam faltar merenda para pedir depois que falta, vereador Zé Filé, Vossa Excelência vai sempre encontrar escola vazia. Tem muita gente gerenciando mau as escolas de Feira de Santana”, disse.


    Suspensão de cirurgias


    Zé Carneiro afirmou que quando usou a tribuna na manhã da segunda, quando informou que as cirurgias eletivas de ortopedia tinham sido suspensas no Hospital Clériston Andrade foi para falar a verdade. “Zé Neto ligou para Nery e disse que eu estava mentindo. Em nenhum momento inventei nada, o que disse é verdade, Zé Neto está desinformado, desatento, ele como líder deveria ter conhecimento de que no hospital só tem um aparelho para perfuração óssea, quem afirmou a suspensão foi o coordenador de ortopedia do Clériston”, disse, apresentando cópia do comunicado.


    Greve dos vigilantes


    Roberto Tourinho falou sobre a paralisação dos vigilantes, segundo o edil a greve tem trazido sérios prejuízos à população. “Ouvi diversas pessoas que recebem seus salários, benefícios através destes bancos e que já estão há seis dias sem poder sacar o seu dinheiro, pois as agências não estão reabastecendo os caixas. Total falta de respeito, eles deveriam buscar alternativas, não podemos aceitar isso, afinal são as empresas que mais ganham dinheiro”, afirmou.


    Não entendeu interdição


    O vereador Edvaldo Lima abordou em seu discurso a saúde em Feira de Santana, especialmente sobre a interdição de setores da Casa de Saúde Santana. “Esse hospital tem uma história em nossa cidade e a população deve muito a ele. São mais de 50 anos servindo o povo feirense”, lembrou. Segundo Edvaldo, ele não entendeu o ato administrativo adotado por técnicos da fiscalização que estiveram no local. “Técnicos da Vigilância estiveram lá pela manhã, fiscalizaram o que tinham que fiscalizar, foram embora sem nada falar para a direção do hospital e no final da tarde voltaram e interditaram setores da unidade, que no momento tinham pacientes internados e em procedimento cirúrgico. A Casa de Saúde é um hospital de referência e a população está prejudicada”, disse.


    Assistência social


    O vereador Cadmiel Pereira (PSC) ressaltou a importância das pré-Conferências Municipais da Assistência Social, que estão ocorrendo na cidade de Feira de Santana, onde o poder público, entidades e usuários discutem o fortalecimento da política de assistência social. Segundo o edil, as pré-Conferências servem como preparativos para a Conferência Municipal, que será realizada no mês de julho deste ano. Cadmiel disse que é salutar a participação das autoridades (vereadores, prefeito, deputados, senadores) nessas pré-Conferências de Assistência Social para ouvirem a demanda da população.


    Reparo em bueiro


    Foi aprovado ontem (30), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o requerimento nº128/2017, de autoria do vereador Gilmar Amorim (PSDC), que solicita por parte da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) o reparo de um bueiro situado na rua Aeroporto, bairro Campo Limpo, próximo à Noemia Modas, nº 1057. Segundo o edil, o bueiro aberto vem causando vários acidentes e transtornos para a comunidade e diante disso o documento pede urgência da Embasa para sua solução. 



  • 30/05/2017


    01.06.2017 09h48m
    Recomendar

    Sobe - Os eventos esportivos de Feira de Santana por incentivarem a qualidade de vida


    Desce - A qualidade apresentada por Bahia e Vitória nas 3 rodadas do Brasileirão


    Greve dos vigilantes


    Em seu discurso na manhã de ontem (29), o vereador Isaías de Diogo falou sobre a paralisação dos vigilantes, segundo ele o comércio da cidade está parado, pois são os bancos que fortalecem a economia em Feira, que tem sido prejudicada. “Estamos vivendo um momento de crise e esta greve só prejudica os pequenos e grandes empresários, que estão lutando para vencer esta fase difícil”, disse.


    Marcha para Jesus


    O vereador Cadimiel Pereira, durante o seu pronunciamento falou sobre a Marcha para Jesus, um evento gospel, tradicional, que acontece todos os anos em Feira de Santana. “Quero aqui parabenizar o prefeito José Ronaldo e a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, que em breve deverá anunciar a cantora Aline Barros como a grande atração da Marcha este ano, que acontece no dia 8 julho, e além dela, teremos também a participação do Irmão Lázaro”.


    Problemas na Marcha


    O vereador Alberto Nery afirmou que a Marcha vem perdendo a sua identidade com o passar do tempo, pois pessoas insistem em vender e consumir bebidas e drogas durante o percurso do evento. Já Cadimiel Pereira disse que não combina uma cultura de paz como a Marcha ter pessoas infiltradas tentando prejudicar a festa. “Tem que ter fiscalização por parte da SMT, novas rotas de ônibus também têm que ser disponibilizadas para que as pessoas possam retornar para suas casas, já que se trata de um domingo e a frota é reduzida”, pediu.


    Novo hospital


    Lulinha afirmou que Zé Neto, como o líder do governo não está correndo atrás do hospital prometido pelo governador Rui Costa. Segundo ele, o governo anunciou a construção de diversos outros hospitais em várias cidades, mas culpa a prefeitura de Feira por não assinar para liberar os recursos. “O que está faltando é força política, o governo tem que tomar providências por este caos que está a saúde em Feira”, disse.


    Problemas na saúde


    O vereador Gilmar Amorim afirmou que vai entrar com um requerimento para saber o número de pessoas que já morreram nas Policlínicas de Feira de Santana por falta de regulação, o edil ainda pediu a atenção do governador para este problema. “Governador, olhe mais por Feira de Santana, ame mais o nosso povo. Não tem condições de tanta gente morrer por falta de atenção. Sugiro que seja construído um anexo no Clériston Andrade, para que estas pessoas possam sejam atendidas”, concluiu.


    Revogação de títulos


    Alberto Nery pediu em seu discurso para que o título de cidadão feirense, concedido ao ex-senador Aécio Neves na gestão passada fosse cancelado. “Ele não é digno deste título”, afirmou. O presidente Ronny Miranda, disse que foi autor do pedido, e que se fizer isso, vai ter que tirar também o título do ex-presidente Lula. Nery disse que contra Lula não existe nenhuma prova, já contra Aécio existem gravações.


    Cartão Postal de Feira


    A vereadora Gerusa Sampaio disse em seu pronunciamento que vê com muita tristeza a situação do painel da Rodoviária de Feira de Santana. Ela chamou a atenção para o fato de Feira ser entroncamento viário e que não poderia ter um cartão de visitas como painel na situação em que está, desabando. “O painel foi tombado pelo Ipac, desde 2001 é um patrimônio histórico de Feira. Segundo o órgão, a manutenção do painel é de responsabilidade em primeiro lugar do proprietário, em segunda estância a prefeitura e em terceira de quem realizou o tombamento. Farei a indicação para a secretaria de Cultura, Esporte e Lazer para ver o que podem fazer para a restauração deste cartão postal”, disse. 



  • 27/05/2017


    29.05.2017 09h47m
    Recomendar

    Sobe - Governo do Estado por autorizar licitação para obra complementar na Lagoa Grande

     
    Desce - Prefeitura de Conceição do Jacuípe por abandonar ônibus escolar em prejuízo do dinheiro púbico


    Coletiva de Ron


    O vereador Ron do Povo (PTC), que na terça-feira (23), denunciou que um assessor de vereador lhe ofereceu drogas no prédio da Câmara Municipal de Feira de Santana, resolveu esclarecer melhor os fatos. Informa através de sua assessoria que segunda-feira (29), às 10h, no próprio Legislativo, concederá entrevista coletiva à imprensa.


    Cassação da chapa


    Com o avanço da crise política, o presidente Michel Temer pretende estender o máximo possível o julgamento do processo de cassação da chapa na qual ele é vice, com a ex-presidente Dilma Rousseff no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ação começa a ser apreciada no próximo dia 6. Segundo informações do jornal O Globo, uma das esperanças seria a separação da chapa e absolvição do peemedebista, mas essa chance pode se dissipar até a data do julgamento. Na contagem do governo, três dos sete ministros já se posicionaram contra Temer - deste modo, para condená-lo, bastaria um dos integrantes da Corte mudar de lado.


    Esquema de propina


    O ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque detalhou os encontros com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o esquema de propinas envolvendo a Sete Brasil. As informações constam empelo menos dois anexos de sua delação premiada, de acordo com a colunista Andréia Saidi, do G1. Duque detalha que o dinheiro de propina da Sete Brasil teria abastecido contas do PT, de José Dirceu e do próprio Lula. O ex-ministro Antônio Palocci teria gerenciado os valores desviados para o presidente na época em que estava no governo. A informação deverá ser confirmada por Palocci em delação.


    Revisão de benefícios


    Ministros do Supremo Tribunal Federal admitem a possibilidade de revisar os benefícios concedidos aos empresários do grupo J&F - holding que inclui a JBS - no acordo de delação premiada firmado com a Procuradoria-Geral da República. A previsão não é de consenso entre os integrantes Corte, mas tem sido defendida por alguns magistrados e até mesmo pelo relator da Operação Lava Jato, ministro Edson Fachin. Alvo de polêmica, o acordo firmado pelo Ministério Público Federal prevê imunidade penal aos irmãos Joesley e Wesley Batista e demais delatores do grupo empresarial. Eles foram também autorizados a viver fora do País.


    Procedimento contra Moro


    Diante da polêmica com a divulgação de áudios de políticos investigados, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu pautar dois procedimentos contra o juiz Sérgio Moro. Um dos processos questiona a divulgação de conversas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seus familiares, segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo. A sessão foi agendada para a próxima terça-feira (30).


    Incentivo do governo


    O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou na quinta-feira (25), que o governo estuda meios para estimular que grupos pequenos e médios ocupem espaços no mercado de carnes e reduzam a concentração no setor. Maggi explicou que seu ministério já mapeia plantas industriais que estão fechadas para uma possível reativação. A informação vem depois da delação dos donos da JBS, a maior empresa de carnes do mundo, que provocou uma crise envolvendo o presidente Michel Temer.


    Delação vai render prejuízos


    Para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), além da crise política que se instalou no governo Michel Temer (PMDB), a delação da JBS ainda vai render muitos prejuízos à Operação Lava Jato. Segundo informações do blog Painel, hospedado na Folha de S. Paulo, há um grande constrangimento na corte por conta da circunstância em que o acordo foi firmado com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Neste contexto, a revelação de que o ministro Edson Fachin, relator da operação no STF, contou com o apoio do delator Ricardo Saud para falar com senadores que votariam sua indicação à corte, em 2015, só piorou a situação. 



  • 26/05/2017


    26.05.2017 10h35m
    Recomendar

    Sobe - OAB por protocolar pedido de impeachment de Temer na Câmara


    Desce - Ações discriminatórias contra os brasileiros nordestinos


    Babá promovida


    Leandra Barbosa dos Santos Brito, que ganhou notoriedade há duas semanas, ao ser apontada como babá do filho do presidente Michel Temer com remuneração bancada pelo Palácio do Planalto, foi nomeada pela Casa Civil da Presidência da República para exercer o cargo de assessora técnica no gabinete pessoal do presidente Temer. A nomeação foi publicada na quinta-feira (25), no Diário Oficial da União. Na época em que o jornal “O Globo” divulgou que a servidora era babá de Michelzinho, o Planalto e o próprio presidente negaram a informação.


    Substituto de Temer


    Cogitado como um nome possível para assumir a Presidência da República caso Michel Temer renuncie ou tenha que deixar o cargo, o ex-ministro Nelson Jobim vem participando das articulações em torno da sucessão, mas nega ser pré-candidato para substituir o peemedebista. Em entrevista à revista Piauí, Jobim citou entre os motivos seria a sociedade do banco BTG Pactual, da qual faz parte. Em evento promovido pela instituição financeira na última quinta-feira (18), em São Paulo, Jobim buscou a manifestação do economista-chefe, Eduardo Loyo, que chegou a afirmar que o “liberava”.


    Bomba no Ministério


    A Defesa Civil do Distrito Federal evacuou o prédio do Ministério do Trabalho e pediu para que as pessoas se afastassem do edifício após a identificação de uma suspeita de bomba no 9º andar, na manhã de ontem (25). Segundo informação do portal G1, a Polícia Federal e o Esquadrão Antibombas esteve no local, enquanto o Exército fazia uma barreira em frente a sede do ministério para impedir a aproximação das pessoas. Um servidor do MTE, Flávio Lopes, relatou que os funcionários estavam trabalhando normalmente quando foram comunicados por brigadistas e seguranças sobre a ameaça de bomba.


    Retirou forças armadas


    Após críticas, o presidente Michel Temer (PMDB) decidiu revogar o decreto que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. A decisão foi publicada em uma edição extra-ordinária do Diário Oficial da União (DOU) de ontem (25). No texto, o presidente afirma que considerou a “cessação dos atos de depredação e violência e o consequente restabelecimento da Lei da Ordem no Distrito Federal”. Essa revogação aconteceu menos de 24 horas, após a assinatura do decreto que autorizou o envio de tropas para a Esplanada.


    Entregou passaporte


    O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) entregou seu passaporte ao Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira (24). A informação é do colunista Fausto Macedo, do Estadão. A postura do tucano atende à ordem do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, no âmbito da Operação Patmos. Aécio é investigado por exigir R$ 2 milhões em propina para o empresário Joesley Batista, sócio da JBS. Formalmente, Aécio é alvo de inquérito por suspeita de corrupção passiva, obstrução de investigação e participação em organização criminosa.


    Nepotismo


    O prefeito de Itabuna, no sul baiano, Fernando Gomes (DEM), deve exonerar a esposa e um sobrinho caso não queira sofrer uma ação de improbidade administrativa. Essa é a posição da Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público e Moralidade Administrativa da cidade, que vê nepotismo no caso. Segundo o promotor de Justiça Inocêncio de Carvalho Santana, Gomes descumpre ainda uma lei sancionada por ele mesmo [Fernando Gomes] em 2007, que proibia a contratação de parentes para cargos na prefeitura.


    Em busca de sucessor


    Três das principais forças políticas do país estão articulando a sucessão do presidente Michel Temer. Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e José Sarney (PMDB) têm liderado conversas suprapartidárias em busca de um consenso para a formação de um novo governo, caso Temer seja cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com a Folha de S.Paulo, as conversas começaram depois que os detalhes da delação da JBS foram divulgados. As conversas estão pulverizadas e acontecem reservadamente em Brasília e em São Paulo. 



  • 25/05/2017


    26.05.2017 10h33m
    Recomendar

    Sobe - O segmento industrial de Feira de Santana por ser responsável por 25% do PIB da cidade e gerar mais de 30 mil empregos


    Desce - A violência das manifestações em Brasília por depredar e incendiar parte de alguns ministérios


    Falta de regulação


    O vereador Marcos Lima afirmou que está indignado com os últimos acontecimentos envolvendo as Policlínicas e o Hospital Geral Clériston Andrade. Segundo o edil, durante o período de Micareta, o Clériston não estava aceitando a regulação, pois estavam “reservando” vagas para futuros acontecimentos na festa. “Pessoas certamente morreram nas policlínicas, que não são hospitais para internar ninguém, não se pode trocar uma vida por outra, é uma obrigação do hospital atender emergências”, disse.


    Moção de repúdio


    O líder do governo José Carneiro parabenizou o deputado estadual Ângelo Almeida, que apresentou moção de repúdio ao cantor Igor Kannário na Assembleia Legislativa. “Reconheço o que o cantor fez aqui é digno de repúdio mesmo. Em Feira ele não é autoridade, deveria ser mais educado com a polícia e com quem o contratou, ele não tem amnésia e nem vergonha na cara, pois assinou o contrato com o prefeito”, disparou.


    Poder público errou


    Tratando sobre o mesmo assunto, o vereador Roberto Tourinho disse que Kannário é um artista “desprezível”. “É extremamente desnecessário que uma Câmara como a de Feira de Santana perca tempo falando deste elemento, dublê de artista e marginal. Porque a prefeitura contratou? Este mesmo artista no carnaval deste ano fez a mesma agressão à polícia, em Irará foi da mesma forma. O poder público não deveria ter contratado este artista, o poder público errou, pois ele nem estava na grade”, falou.


    Culpa da bebida


    Edvaldo Lima parabenizou o evento “Vem Louvar”, realizado pela Igreja Católica, em nome do arcebispo Metropolitano Dom Zanoni. “Se esta multidão que foram às ruas da cidade atrás de um trio extravasar as suas ‘alegrias’, estivessem em eventos como este não teria morrido ninguém”, pontuou. Segundo o edil, nestes eventos religiosos não haveria nenhuma ocorrência policial, porque lá havia apenas adoração a Deus e culpou a bebida como um dos motivos que leva a violência durante Micareta.


    Escola modelo


    O vereador Roberto Tourinho (PV) parabenizou a inauguração, na última quinta-feira (18), da escola José Carvalho do SESI. Segundo o edil, a escola será modelo na cidade de Feira de Santana. Ela tem 12 salas de aula e conta com laboratório de robótica, física, química, biologia e informática, além de uma avançada biblioteca. “Sou daqueles que acredita que nós só conseguiremos o desenvolvimento investindo e apostando na educação. Por esse motivo, não podemos deixar de reconhecer e parabenizar a todas essas empresas por ter inaugurado uma das escolas mais modernas que essa cidade vai ter”, analisou.


    PSDB quer Tasso


    Atualmente na presidência nacional do PSDB, Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem sido cotado por lideranças do partido não apenas para disputar a eleição indireta, mas também o pleito de 2018. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, em um eventual saída do presidente Michel Temer (PMDB), o senador seria a opção natural da sigla. Isso porque ele é um dos poucos tucanos ilesos com a Operação Lava Jato. Jereissati seria também uma opção viável daqueles que resistem a apoiar uma candidatura do governador Geraldo Alckmin (SP) ou do prefeito João Doria (SP) no próximo ano.


    Oposição quer respostas


    A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) cobrou ao governo estadual que responda questionamentos feitos pelo bloco em relação às finanças do Estado. Segundo Hildécio Meireles (PMDB), a administração segue pagando despesas que não foram contabilizadas em exercícios fiscais anteriores, o que infringe a lei orçamentária. De acordo com os oposicionistas, no ano passado, o governo pagou aproximadamente R$ 1,8 bilhão de Despesas de Exercícios Anteriores (DEA).



  • 24/05/2017


    24.05.2017 11h05m
    Recomendar

    Sobe - Rápida ação dos vereadores de Feira levando colega para prestar depoimento na delegacia


    Desce - Vereador Ron do Lanche ao denunciar drogas na Câmara, sem provas

     

    Macumba


    A macumba que o vereador Ron do Lanche diz ter sido colocada em sua porta atingiu os nervos do edil, além de ter desmaiado no dia seguinte ao bozó na porta de sua casa, o vereador ontem fez denúncias graves, sem provas, atingindo a imagem da Câmara. Um entendido sugeriu ontem, durante o burburinho: "É bom o vereador tomar um banho de quarana, para espantar o mau olhado, ou ir numa sessão de descarrego em um templo da cidade, vixe!".


    Desafinado


    Definitivamente Igor Kannário não tem jeito. O cantor depois de acusar a polícia em plena festa de Micareta perguntou: "Quem é o prefeito aqui da cidade?" Alguém, lá no fundo do trio, respondeu: "É Zé Ronaldo!". Ele disse: "é esse mesmo. Zé Ronaldo, tome providência com a Polícia, que está espancando o povo". O interessante é que o contrato de Kannário foi assinado por ele mesmo e pelo prefeito, e ele não sabe o nome. Kannário esqueceu de Adelmário Xavier e pensou que o comandante da polícia era o prefeito. Esqueceu também que ele é autoridade apenas em Salvador e achou que podia dar ordem por aqui. O Kannário desafinou literalmente no trato das coisas. Só gaiola.


    "Cultura"


    A lei antibaixaria não funcionou na Micareta. Botaram o Kannário pra tocar às 18h, para ver se o espírito da santa incorporava nele, não adiantou, brigou com a polícia. Robyssão continuou no estilo dele, e mesmo sem luz ele achou que tendo a iluminação do seu trio, seria o suficiente para continuar cantando no que seria o corredor da morte, da avenida sem luz. Já Lá Fúria só cantou putaria e assim é a nossa cultura.

     

    Mulher na Micareta


    Na manhã de terça-feira (23), a vereadora Gerusa Sampaio falou sobre a Micareta de Feira de Santana registrando os pontos positivos da festa, como a atuação da Delegacia de Atendimento à Mulher e do Ministério Público, na pessoa do promotor Audo Rodrigues. "Nós, mulheres, recebemos suporte e um bom atendimento", elogiou. Gerusa destacou a cantora Márcia Porto, que se pronunciou em defesa da mulher incentivando a campanha "Sou Mulher, quero respeito". "Sabemos de todos os percalços e que a festa nem sempre agrada a todos", completou.

     

    Limpeza no Feira X


    O vereador Zé Filé parabenizou o secretário Municipal de Serviços Públicos, Justiniano França, que levou uma equipe para fazer a limpeza na feirinha do bairro Feira X. O discurso do vereador aconteceu na manhã de ontem (23), na Câmara Municipal de Feira de Santana. Mesmo assim, ele disse ficar abismado com os representantes do bairro, que esperam a realização das benfeitorias para tomarem para si a autoria dos feitos. "Quando o menino nasce, aparece gente tirando fotos dizendo que é o pai da criança", afirmou.

     

    Crítica à saúde


    O vereador Lulinha teceu críticas ao Governo do Estado, enfatizando a burocracia para regulação de pacientes de policlínicas e UPAs para o HGCA e outras unidades especializadas. "Várias pessoas estão morrendo sem conseguir a regulação", lamentou. Na oportunidade, Lulinha lembrou que o governador Rui Costa (PT) ainda não cumpriu a promessa de campanha política de que construiria um novo hospital geral em Feira de Santana. Em sua opinião, está havendo "discriminação" do Governo do Estado para com Feira de Santana, uma vez que em outras cidades estão sendo contempladas com implantação de hospitais estaduais, a exemplo de Salvador, Lauro de Freitas e Ilhéus.

     

    Falta de quórun


    A sessão plenária de ontem (23), na Assembleia Legislativa foi encerrada por falta de quórum. De acordo com o presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD), havia menos de 21 deputados no plenário, o que impossibilitou o prosseguimento dos trabalhos. A sessão caiu após um pedido de verificação de quórum feito pela bancada de oposição. Para esta terça, estava prevista a votação de dois projetos de lei, enviados à Casa pelo governo estadual.



  • 23/05/2017


    24.05.2017 10h54m
    Recomendar

    Sobe - A grade de atrações da Micareta de Feira


    Desce - A mudança na data de realização da Micareta


    De volta


    A Câmara Municipal de Feira de Santana retoma hoje seu curso normal. Na sessão desta terça-feira (23), projetos de lei estarão em discussão. A imprensa legislativa também volta a acompanhar os trabalhos realizados na Casa da Cidadania a partir de terça-feira.


    Suspendeu


    A Justiça Federal decidiu suspender os depoimentos que três executivos da empresa JBS deveriam prestar ontem (22), no processo sobre a Operação Bullish, deflagrada há duas semanas pela Polícia Federal.


    Conversa


    O presidente Michel Temer recebeu três parlamentares da base aliada ao governo. Segundo o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), o encontro serviu para dar sequência a alguns pontos conversados durante a reunião do dia21, no Palácio da Alvorada, entre o presidente e integrantes da base governista.


    Defesa


    O advogado do senador Aécio Neves, Alberto Toron, vai entrar no Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira (22), com um pedido de retomada do mandato. Desde a última quinta-feira (18), o parlamentar está afastado de suas atividades no Senado por determinação do Ministro Edson Facchin.


    Colbert Martins


    O vice-prefeito de Feira de Santana Colbert Filho (PMDB), que tem até o dia 29 de maio, para decidir se assume o mandato de deputado federal, se quiser, terá ainda mais 15 dias para decidir. Com isso, segundo o site Bahia na Política, retarda a possibilidade de Marcos Medrado assumir o mandato. Em tempo: Marcos Medrado é aliado de Rui Costa e contra o governo do presidente Michel Temer.


    Descartada


    A possibilidade de Feira de Santana ter mais uma escola militar, reivindicação do vereador Marcos Lima (PRP), foi descartada pelo Comandante da PM, Coronel Anselmo. De acordo como site Bahia na Política, o Coronel Anselmo argumenta que uma escola militar demanda um grande número de efetivos. Mas admitiu ampliar a existente, a Escola Diva Portela, que fica no bairro Campo Limpo.


    PPA


    A Prefeitura de Candeias realiza a partir de terça-feira (23), a partir das 18h, uma Consulta Pública do Plano Plurianual (PPA). O evento acontecerá nas escolas da sede e dos distritos com datas programadas e servirá para definir os investimentos e atividades da Administração Municipal, para os exercícios de 2018 a 2021. Além da consulta por bairros e distritos, acontecerão também as consultas temáticas, a partir do dia 27 de junho, no Ginásio de esporte do Município.


    Debate


    Debater medidas para o aprimoramento da atuação dos membros do Ministério Público (MP) junto aos Tribunais, a partir da análise dos problemas enfrentados e desafios a serem superados. Com esse objetivo, a Corregedoria Nacional do Ministério Público realiza audiência pública na próxima quarta-feira, 24 de maio, às 9 horas, na sede do Conselho Nacional do Ministério Público, em Brasília.


    Novo presidente


    Cerca de 310 delegados petistas devem votar para eleger o novo presidente da sigla na Bahia, durante o Congresso Estadual do PT, que começou na sexta (19), e terminou no domingo (21), em Salvador.



  • 20/05/2017


    23.05.2017 09h50m
    Recomendar

    Sobe - Prefeitura por assinar termo de adesão ao Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial


    Desce - Aécio Neves e Michel Temer por terem sido delatados


    Continuará sem Temer


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que continuará no comando da equipe econômica caso o presidente Michel Temer deixe o cargo. A declaração foi dada a investidores e aliados na quinta-feira (18), quando Meirelles também sinalizou que acredita na permanência do peemedebista no poder. De acordo com a Folha, a possibilidade de Meirelles continuar na Fazenda foi cogitada nos bastidores, principalmente se o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumisse. O ministro é visto por empresários e investidores como a principal âncora do governo e fiador de uma política econômica alinhada com o mercado. Durante turbulência causada pela delação da JBS, divulgada na noite de quarta-feira (17), Meirelles conversou com representantes de bancos e investidores para reforçar a disposição do governo em implementar as reformas em tramitação no governo.


    Loures chega ao Brasil


    O deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi filmado pela PF recebendo uma bolsa com R$ 500 mil enviados pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, chegou ao Brasil ontem (19), pela manhã. Alvo de mandados de busca e apreensão da Operação Patmos, deflagrada na manhã da quinta (18), Loures estava em Nova York, nos Estados Unidos, acompanhando o evento Person of the Year, que teve entre os premiados o prefeito de São Paulo, João Doria. Ele desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, às 7h35, uma hora depois do avião pousar, às 6h25, e foi hostilizado no aeroporto, sendo chamado de “ladrão”, “bandido”. Ele não quis conceder entrevista, entrou em um táxi branco e não informou para qual cidade. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, determinou o afastamento do parlamentar do cargo, após a delação de Joesley.


    Barbosa pede renúncia de Temer


    Ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa é mais um a endossar o coro do “Fora Temer”. Após a divulgação da gravação entre o empresário Joesley Batista e o presidente da República, Barbosa não vê outra saída para o Brasil. “Os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer”, compartilha o magistrado em seu perfil no Twitter, na manhã da sexta-feira (19). Na série de postagens, Barbosa ainda criticou o fato de que “nada” foi feito até chegar a esse ponto. Ele atesta que políticos, empresários e parte da mídia se uniram para minimizar a gravidade das “estarrecedoras revelações”. “Isoladamente, a notícia extraída de um inquérito criminal e veiculada há poucas semanas, de que o Sr. Michel Temer usou o Palácio do Jaburu para pedir propina a um empresário, seria um motivo forte o bastante para se desencadear um clamor pela sua renúncia”, defende.


    Rejeitará pedidos de impeachment


    O vice-líder do governo na Câmara, Darcísio Perondi (PMDB-RS), disse na quinta-feira, 18, que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve rejeitar todos os pedidos de abertura de processo de impeachment contra o presidente Michel Temer. É prerrogativa de Maia analisar a admissibilidade dos pedidos. “Ele, com certeza, vai rejeitar todos os pedidos”, disse Perondi. O peemedebista afirmou ainda que o questionamento de aliados é normal, mas que Temer é habilidoso no diálogo com parlamentares. Sobre o PSDB especificamente, Perondi disse que “é óbvio que o partido tem dúvida, mas está firme no governo”.


    Reforma da Previdência


    O relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), afirmou na quinta-feira (18), que após as denúncias divulgadas contra o presidente Michel Temer, “não há espaço” para se avançar na tramitação da matéria no plenário da Câmara dos Deputados. “De ontem para cá, a partir das denúncias que surgiram contra o presidente da República, passamos a viver um cenário crítico, de incertezas e forte ameaça da perda das conquistas alcançadas com tanto esforço”, disse, em nota divulgada à imprensa. Segundo o parlamentar, só após o esmiuçar dos fatos, será possível avaliar a retomada da reforma. “É hora de arrumar a casa, esclarecer fatos obscuros, responder com verdade a todas as dúvidas do povo brasileiro, punindo quem quer que seja, mostrando que vivemos em um país em que a lei vale para todos. Só assim é que haveremos de retomar a Reforma da Previdência Social e tantas outras medidas que o Brasil tanto necessita”, finaliza Maia.



  • 19/05/2017


    23.05.2017 09h37m
    Recomendar

    Sobe - Câmara Municipal por antecipar pagamento dos servidores já com reajuste para antes da Micareta


    Desce - Perseguição por acabar em capotamento e deixar feridos em Feira


    Geilson dá ultimato


    Na manhã de ontem (18), em seu programa Jornal Transamérica, que vai ao ar na emissora que leva o mesmo nome, o radialista e deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), disse que ou sai da presidência do PSDB, senador Aécio Neves ou sai ele. “Aécio deve sair da presidência do partido ou saio eu. Não tem condições de presidir o partido. O PSDB tem que tomar uma posição. Não quero dizer que ele seja culpado. Até porque todos são inocentes até que se prove o contrário”, declarou Carlos Geilson irritado com as delações de executivos do grupo J&F envolvendo o nome de Aécio Neves. As informações são do site Bahia na Política.


    Abandonou o barco


    Depois de ouvir vários deputados do PSDB, o ministro das Cidades Bruno Araújo decidiu deixar o governo. Essa é a primeira baixa desde que se instalou a crise política após a revelação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha. Bruno Araújo deve comunicar sua decisão ao Palácio do Planalto nas próximas horas. Nas conversas com deputados tucanos, Bruno ouviu e concordou que não dava mais para permanecer no governo após as revelações.


    Abandonou o barco II


    O ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS), anunciou na quinta-feira (18), que vai abandonar o cargo e, com isso, deixar a base do presidente Michel Temer. De acordo com informações da GloboNews, ele seguirá decisão da bancada do PPS, que optou por entregar os postos que possui no governo. Além da pasta da Cultura, o PPS também detinha o comando do Ministério da Defesa, nas mãos de Raul Jungmann. Freire é o segundo ministro a anunciar a saída do governo. O primeiro foi o ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB.


    Marina pede diretas


    Vista como pré-candidata ao Palácio do Planalto em 2018, Marina Silva apoia a convocação de eleições diretas junto à cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em um vídeo publicado em seu Facebook, a porta-voz da Rede ressalta a surpresa da população brasileira diante das gravações feitas pelo empresário da JBS, Joesley Batista. “O Presidente da República não está mais em condições de governar o Brasil. A fraude eleitoral de 2014 já sinalizava: Nem Dilma nem Temer teriam condições e legitimidade de conduzir o país”, rechaça Marina.


    Novo mandado de prisão


    A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã de ontem (18), um novo mandado de prisão preventiva contra o ex-presidente da Câmara de Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele foi notificado dentro no Complexo Médico-Penal (CMP), na Região Metropolitana de Curitiba, onde cumpre pena por condenação em processo da Operação Lava Jato. O mandado foi expedido pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), como parte da Operação Patmos, deflagrada a partir da colaboração premiada dos donos da JBS.


    Irmã de Aécio é presa


    A irmã e assessora do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na manhã de ontem (18), no condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O primo do senador e de Andrea, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso na Grande BH. Andrea foi presa porque há suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro ao empresário Joesley Batista, dono do grupo JBS, em nome do irmão.


    Coronel quer novas eleições


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), defendeu ontem (18), eleições gerais no Brasil, de vereador a presidente da República. De acordo com o socialdemocrata, após as denúncias feitas contra o presidente Michel Temer pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, esta seria a saída para a crise política no Brasil. Para Coronel, a saída passa, necessariamente, pela autonomia do voto popular. “O povo tem que voltar às urnas para colocar o país nos trilhos. E o novo governo já assumiria com o dever de fazer as reformas que tanto o Brasil precisa, principalmente, a reforma política”. Para Coronel, o atual Congresso Nacional não tem condição moral de encaminhar uma eleição indireta nesse momento. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia