Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 27/07/2017


    27.07.2017 17h46m
    Recomendar

    Sobe - A devoção de milhares de fiéis que enfrentaram o frio para participar da procissão de Sant'Ana.


    Desce - A grande quantidade de eleitores que não lembra os candidatos em que votaram nas últimas eleições.

     

    Agenda


    O prefeito ACM Neto (DEM) cumpre agenda de homenagens no interior na sexta (28) e sábado (29), com a participação de outros gestores, parlamentares e lideranças políticas. Na próxima sexta-feira, Neto irá até o norte da Bahia para participar das comemorações pelos 137 anos de emancipação política do município de Jacobina, onde são esperados cerca de 40 prefeitos. Já no sábado, o democrata estará em Cruz das Almas para comemorar os 120 anos de emancipação política do município.


    Nilo pode mudar de casa


    O deputado estadual Marcelo Nilo (PSL) pode deixar seu partido a depender do resultado da reforma política. Entre os possíveis destinos estão o PSB, o PR e ainda o Podemos (antigo PTN). "Estou aguardando a reforma, existe a possibilidade de ficar. Se acabar a coligação, eu não tenho como ficar no PSL, porque eu vou ser candidato sozinho para deputado federal. Então vai depender muito da reforma", explica.


    Bloqueio mantido


    O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato em primeira instância, ordenou nesta terça-feira (25), que a BrasilPrev Seguros e Previdência mantenha o bloqueio de R$ 9 milhões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro vetou qualquer "movimentação ou resgate" do valor "até nova determinação judicial". "Eventual resgate aguardará o julgamento da apelação contra a sentença criminal e será objeto de comunicação expressa", determinou o magistrado.


    Visita a Salvador


    A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) ministra Cármen Lúcia deverá vir a Salvador participar da Jornada da Lei da Maria da Penha, ainda sem data definida. A informação foi dada pela presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargadora Maria do Socorro. A última vez que Cármen Lúcia veio a Salvador, ela ainda não era presidente do STF.


    Habilitação digital


    O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou na terça-feira (25), a criação da carteira de habilitação digital - o documento terá a mesma validade jurídica do impresso e começa a vigorar em fevereiro de 2018. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a carteira continuará sendo emitida, mas os motoristas que desejarem poderão também apresentar o documento pelo celular. A comprovação é feita pela assinatura com certificado digital ou pelo QRcode (códigos de barra que podem ser escaneada pelo celular).


    Geddel se licencia


    Preso no último dia 3, o ex-ministro Geddel Vieira Lima se licenciou da presidência do PMDB nesta semana. A informação foi confirmada por seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. "Ele se licenciou para se dedicar, logicamente, a sua família e a sua defesa. Nesse caso assumiu interinamente o vice-presidente, [o deputado estadual] Pedro Tavares", explicou Lúcio, que não soube informar o dia em que a medida ocorreu. "Foi ontem, anteontem... Não teve reunião, nem coisa nenhuma", disse.


    AGU recorre


    Com a suspensão do decreto que reajusta o imposto sobre combustíveis, a Advocacia-Geral da União (AGU) decidiu recorrer ao Tribunal Regional Federal (TRF-1) de Brasília. A intenção do governo, segundo informações da Agência Brasil, é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, a fim de garantir o cumprimento da meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.


    Crise divide o PT


    A crise na Venezuela tem desencadeado um racha interno no Partido dos Trabalhadores, o PT. Isso porque a presidente da legenda, senadora Gleisi Hoffmann (PR), manifesta apoio incondicional à Assembleia Constituinte organizada por Nicolás Maduro. Por outro lado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende cautela no endosso às decisões do presidente venezuelano. De acordo com a Folha, Lula está preocupado com a administração de Maduro e teria recomendado moderação ao venezuelano.


    Expectativa


    Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se mantidas as condições atuais, haverá quórum para votar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Michel Temer (PMDB). A votação foi agendada para a próxima quarta-feira (2). O democrata prevê ainda a vitória de Temer em um placar com folga, segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo.



  • 26/07/2017


    27.07.2017 17h45m
    Recomendar

    Sobe - Polícia por prender três criminosos e elucidar crime, no bairro Tomba.


    Desce - Motoristas que fazem da ultrapassagem proibida companheira diária.


    Repercussão/Pesquisa


    A pesquisa do Jornal Folha do Estado e do site Bahia na Política repercutiu no dia de ontem (25), até às 18h, em 48 sites, de todas as regiões do estado da Bahia e também na capital. A pesquisa foi a que tratou de dados sobre a eleição de 2018, para governo do Estado, senado federal e avaliação do perfil que o eleitorado estabelece para votar ou não, em candidatos na próxima eleição. A pesquisa foi divulgada exclusivamente, pelo jornal Folha do Estado (versão impressa), site Bahia na Política e também no site: jornalfolhadoestado.com.

     

    Bolsonaro


    O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) sugeriu sair do Brasil, caso o PT, PSDB ou PMDB assumirem a Presidência do país. Bolsonaro já é considerado um dos nomes a concorrer ao pleito. "Se tivermos um governo do PSDB, PT ou PMDB em 2019, eu acho que vai ficar difícil eu pensar em permanecer no Brasil. A questão ideológica é tão ou mais grave do que a corrupção", opinou Bolsonaro, em entrevista à Veja. O deputado justificou seu posicionamento alegando que o PT criou uma relativização da propriedade privada, dos valores familiares e da cultura brasileira.

     

    Demissão voluntária


    O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão tem preparado uma proposta que define regras para um Programa de Desligamento Voluntário (PDV) de funcionários públicos federais. Como divulgado na segunda (24), o plano inclui a redução da jornada de trabalho com remuneração proporcional para servidores públicos do Poder Executivo Federal. Segundo informações da Agência Brasil, a pasta quer oferecer uma indenização de 125% da remuneração do servidor na data de desligamento. A porcentagem seria multiplicada pelo número de anos de exercício.

     

    Denúncia contra Temer


    Na véspera da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), a oposição planeja se reunir para decidir um posicionamento em conjunto. Os partidos, que estão divididos quanto à posição que devem tomar, querem definir isso na próxima terça-feira (1º) - a votação no plenário da Câmara foi agendada para a quarta (2). Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, integrantes do PCdoB defendem que a sigla marque presença na Casa para votar a favor do prosseguimento da investigação por corrupção passiva. Integrantes do PT, no entanto, defendem a obstrução da sessão já que ambos os partidos acreditam não haver os 342 votos necessários para aceitar a denúncia.

     

    Governo da Bahia


    O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) terá candidato próprio na disputa ao governo da Bahia em 2018. O nome que encabeçará a chapa majoritária será decidido em novembro deste ano, durante realização do congresso estadual do partido. A disputa está entre Marcos Mendes, Hamilton Assis, Fábio Nogueira, Ronaldo Santos, Cleide Coutinho e Zilmar Alverita. "No congresso teremos cerca de 100 municípios do estado presentes. A base do partido é que vai definir as nossas candidaturas. Temos bons nomes", destacou Ronaldo, presidente do diretório estadual do partido - e um dos candidatos.

     

    Lula 2018


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode recorrer a cortes superiores para garantir sua candidatura nas eleições do próximo ano, caso seja condenado por órgão colegiado (composto por grupos), conforme determina a Lei da Ficha Limpa. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, os tribunais superiores podem, a pedido dos réus, suspender a inelegibilidade de candidatos já condenados na Justiça, como uma espécie de liminar concedida em meio à campanha.

     

    Bloqueio continua


    O juiz federal Sérgio Moro, determinou, na terça-feira (25), que os R$ 9 milhões em previdência privada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permaneçam bloqueados. O dinheiro está dividido em dois planos de previdência privada, um de R$ 7.190.963,75 e o outro de R$ 1.848.331,34. Lula foi condenado por Moro a 9 anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

     

    Desempenho histórico


    O presidente Michel Temer (PMDB) está longe de colocar o país nos trilhos como costuma afirmar em todas as oportunidades. Ao menos esta é a avaliação feita por 95% dos entrevistados pelo Instituto Ipsos Public Affairs que fazem a pesquisa Pulso Brasil mensalmente desde 2005. O levantamento divulgado pelo UOL na terça-feira (25), realizado entre os dias 1º e 14 de julho, aponta ainda que 94% das 1.200 pessoas ouvidas em 72 municípios brasileiros desaprovam a forma como o presidente atua no País.



  • 25/07/2017


    25.07.2017 11h56m
    Recomendar

    Sobe - José Ronaldo que, pela pesquisa Datta Sensus, dispara em Feira, como candidato a senador ou governador.

     

    Desce - João Leão (2,5%) e Juthay (0,3), por apresentarem na mesma pesquisa, números ínfimos para o Senado.


    Novo código penal

     

    No debate sobre o novo Código de Processo Penal (CPP) na Câmara, deputados discutem mudanças nas regras de delação premiada, prisão preventiva e condução coercitiva, além da revogação do entendimento de que as penas podem começar a ser cumpridas após a condenação em segunda instância. As medidas, que em parte se tornaram pilares da Operação Lava Jato, costumam ser alvo de críticas dos parlamentares. O Ministério Público Federal atribui à colaboração premiada importância significativa para o sucesso da operação e considera que ações para rever os acordos têm por objetivo enfraquecer as investigações.


    Situação normalizada

     

    A Casa da Moeda retomou, na manhã de ontem (24), a confecção de passaportes após o serviço ter ficado quase um mês suspenso por restrição orçamentária. A retomada da emissão do documento se dá três dias depois da Polícia Federal (PF) ter recebido um crédito suplementar de R$ 102,3 milhões para voltar a produzir os passaportes. Em nota, a Casa da Moeda confirmou na sexta-feira (21), que já havia recebido os arquivos com os dados pessoais de quem solicitou o documento em meio ao período em que a emissão de passaportes estava interrompida.

     

    Artistas contra Temer

     

    Grupo de artistas apoiado por nomes, como Caetano Veloso, Wagner Moura, Russo Passapusso, Arnaldo Antunes e Camila Pitanga, o "342 agora" pretende se reunir com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Eles têm pressionado deputados federais para que votem a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), no plenário da Câmara. Por isso, o grupo quer demonstrar apoio à atuação do Ministério Público Federal (MPF). Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, interlocutores do grupo já procuraram assessores da PGR para solicitar o encontro.

     

    Propina para Geddel

     

    O Ministério Público Federal (MPF), no Distrito Federal, tenta identificar o "caminho da propina" que seria destinada ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). A informação deverá embasar uma denúncia do MPF acerca dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, que deverá ser apresentada nos próximos 15 dias. Geddel é investigado pela suspeita de integrar um esquema que operava a liberação de recursos do FI-FGTS a empresas, em troca de propina. O ex-ministro foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica, operadora do fundo, entre 2011 e 2013.

     

    Fundo para campanhas

     

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem (24), que é necessário criar um fundo de financiamento de campanhas eleitorais e que a palavra "propina" foi inventada por empresários ou pelo Ministério Público "para tentarem culpar os políticos". Em entrevista à rádio Tiradentes, do Amazonas, o petista afirmou que, "se os políticos não tiverem coragem de mudar a legislação eleitoral, de criar um fundo de financiamento de campanha para que não fiquem mais dependentes de empresário, o Brasil não vai ter jeito".

     

    Extrapolou

     

    O total de emendas parlamentares liberadas pelo governo nas três primeiras semanas de julho equivale a quase tudo o que foi liberado nos seis primeiros meses do ano, segundo levantamento da ONG Contas Abertas. Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento, cuja aplicação é indicada pelo parlamentar. Esse dinheiro tem de ser obrigatoriamente empregado em projetos e obras nos estados e municípios. A liberação dos recursos é obrigatória, e o governo tem todo o ano para realizar os repasses. De janeiro a junho, informou a entidade, o total liberado foi de R$ 2,12 bilhões. Nas três primeiras semanas de julho, R$ 2,11 bilhões.

     

    Associação apoia Moro

     

    A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) divulgou nota ontem (24), em que manifesta apoio ao juiz Sérgio Moro e repudia as críticas feitas à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a 9 anos e 6 meses de cadeia por corrupção passiva. No texto, a Ajufe diz que Moro tem sofrido ataques a honra pessoal "por estar cumprindo seu dever". Responsável pela Lava Jato, na primeira instância, Moro considerou Lula culpado no processo que investiga suspeita de ocultação da propriedade de uma cobertura triplex no Guarujá,



  • 22/07/2017


    22.07.2017 13h06m
    Recomendar

    Sobe - O PMDB/Bahia que procura se fortalecer mesmo com a debilidade momentânea de Geddel.


    Desce - O imposto perverso que o governo federal impõe a todos os brasileiros sobre o preço da gasolina.


    Ministro cochilou


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acabou dormindo em vários momentos durante parte do discurso do presidente Michel Temer, na 50ª Cúpula do Mercosul, que ocorre em Mendoza, na Argentina. Meirelles estava sentado ao lado do presidente e cochilou algumas vezes, enquanto ele falava. O ministro bocejou em variados momentos e, para espantar o sono, chegou até a beber uma xícara de café. No discurso feito na reunião do bloco, Temer defendeu o resgate e o fortalecimento do bloco. Ele afirmou também que acompanha com “grande preocupação” a situação da Venezuela.


    Desandou tudo


    A saída de Geddel Vieira Lima da Secretaria de Governo, em virtude de acusações de corrupção, fez “desandar” a articulação política do governo Temer. De acordo com informações da coluna Radar Online, da revista Veja, peemedebistas têm reclamado de Antonio Imbassahy, substituto do ex-ministro, que atualmente está em prisão domiciliar. Para eles, o distanciamento que o tucano impõe à dupla Moreira Franco e Eliseu Padilha, respectivamente ministros da Secretaria-Geral da Presidência e da Casa Civil, fez com que o próprio PMDB entrasse em rota de colisão.


    “Condenado”


    Enquanto a maioria dos parlamentares aproveita o recesso para ficar longe de Brasília, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) quer trabalhar normalmente nas férias. Preso no regime semiaberto no Complexo Penitenciário da Papuda, o peemedebista ganhou na Justiça o direito de voltar a exercer o mandato na Câmara e ontem, após nova autorização da Justiça, pode continuar frequentando o Congresso no período de folga.


    Reclamação é natural


    O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (21), ao final da Cúpula do Mercosul, que “entende a reação da Fiesp” com relação ao aumento dos impostos cobrados sobre os combustíveis anunciado na quinta-feira (20).Temer disse que não acredita que a posição dos empresários possa ter um impacto político.


    ALBA nas alturas


    A Assembleia Legislativa da Bahia abriu processo de licitação para contratação de empresa para fornecimento de helicóptero alugado. De acordo com o presidente da Casa, deputado Angelo Coronel (PSD), a contratação não vai onerar os cofres do Legislativo baiano. “A contratação é por hora de voo. Só paga, se voar”, explicou ao BNews.


    PIB 2017


    O governo federal manteve em 0,5% a estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no país. A previsão consta do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas, lançado a cada dois meses. A previsão do mercado é de que o crescimento fique em 0,34%. Em 2016, o PIB teve queda de 3,6%.

     

    Eleições 2018


    O prefeito de São Paulo, João Doria, disse na quinta-feira (21), que não disputará contra seu padrinho político. O tucano, porém, não descartou a possibilidade de ser candidato, voltou a criticar Lula e o PT e traçou um perfil do candidato que acredita ser o mais indicado em 2018, que muito se assemelha ao dele. Doria chamou Lula de “Luiz Inácio Mentiroso da Silva”, e respondeu ao ex-prefeito, que o chamou de “um nada”. Disse que prefere ser “um nada livre a ser ladrão”.


    Sem expectativas


    Uma pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, e divulgada na quinta-feira (20), apontou que os brasileiros se dividem na hora de avaliar se o presidente Michel Temer irá conseguir chegar ao final do ano de 2018, fim de seu mandato, como presidente do Brasil. De acordo com a pesquisa, 47,7% dos brasileiros não acreditam na manutenção de Temer na presidência e 47,9% acreditam. Do total de 2.680 entrevistados, 4,4% não sabe ou não opinou.



  • 21/07/2017


    21.07.2017 09h24m
    Recomendar

    Sobe - Joesley Batista, que promete processar políticos e jornalistas, que seguiram a linha de Temer e o xingaram publicamente, o presidente está no bolo.


    Desce - Governo Federal e do Rio de Janeiro, por permitir a escalada de crimes, por traficantes, no Rio de Janeiro.


    Pesquisa


    O jornal Folha do Estado e o site Bahia na Política estarão divulgando na próxima semana, pesquisa encomendada pelos dois órgãos de comunicação ao Instituto Sensus. Os dados foram coletados no final da semana passada, na sede e nos distritos de Feira de Santana, com dados relativos à administração do governo do Municipio e do Estado, assim como a avaliação dos governos de José Ronaldo e Rui Costa. Dados sobre candidaturas ao governo, senado, deputados, estadual e federal. Com o apoio da Rádio Geral.com. É só aguardar.


    Processo


    Alvo de críticas em decorrência do acordo de delação premiada que o livrou da prisão, o empresário Joesley Batista resolveu processar políticos, jornalistas e apresentadores de TV que o xingam publicamente. Um dos acionados será o presidente Michel Temer (PMDB), que já o chamou de "bandido confesso". Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o dono da JBS pretende doar as indenizações que ganhar para uma instituição de caridade.


    Novo ministro


    A Secretaria de Comunicação da Presidência da República confirmou a indicação do atual diretor da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Sérgio Sá Leitão, para chefiar o Ministério da Cultura. O convite foi feito pelo presidente Michel Temer, de acordo com a pasta, na quinta-feira (20). Segundo informações da Agência Brasil, Leitão foi aprovado pelo Senado para a direção da Ancine em abril deste ano - antes disso, ele foi chefe de gabinete do Ministério da Cultura durante a gestão de Gilberto Gil.


    Aumento de impostos


    O presidente Michel Temer decidiu aumentar impostos para fechar as contas deste ano, apesar da crise política e de sua baixa popularidade. O governo já bateu o martelo pela elevação da alíquota do PIS/Cofins que incide sobre combustíveis e não depende do aval do Congresso. A medida pode entrar em vigor imediatamente por meio de um decreto. Nos cálculos da área técnica do governo, cada R$ 0,01 de aumento na alíquota do PIS/Cofins sobre a gasolina resulta em uma arrecadação anual de R$ 440 milhões.


    Temer recebeu ACM


    O presidente Michel Temer recebeu o prefeito ACM Neto em um jantar no Palácio do Jaburu - de acordo com informações da Agência Brasil, o encontro já estava marcado há vários dias, tendo como foco assuntos da Bahia. Também participou da reunião o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, com quem o peemedebista já havia jantado um dia antes, na residência do democrata.


    Preocupação, zero


    Sob os holofotes da política desde que deu declarações apoiando o lançamento de uma candidatura própria do PSD em 2018 e também após demonstrar interesse em concorrer ao Senado, ou até ao governo do estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel, afirmou que "não está preocupado" em fazer parte da chapa majoritária da possível candidatura à reeleição de Rui Costa (PT). Ele voltou a dizer que sua ideia era "pendurar as chuteiras" na política, mas foi impedido após uma reprimida do presidente do PSD no estado, Otto Alencar.


    Rui Costa presidente


    Em conversa transmitida pela internet com os jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Antero Greco, nesta quinta-feira (20), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre o cenário das eleições de 2018 caso sua candidatura seja barrada em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal. Ele acredita que a sigla tem nomes viáveis para a disputa, "governadores em três Estados importantes, que têm cacife para ser candidatos", entre eles, o governador da Bahia Rui Costa.


    "Faço cara de coitadinho"


    O deputado federal Wladimir Costa detalhou ao jornal O Globo o modus operandi do presidente Michel Temer para conseguir apoio dos parlamentares aliados contra a denúncia da PGR. Segundo Costa, "Temer não propõe nada, ele pede apoio, mostra cópia da denúncia, diz que é inócua, mas não oferece nada". "Ele diz que vai ver o que pode fazer. 'O que for possível ajudar no seu estado, vamos fazer'. "Faço cara de coitadinho para ele", completou, mencionando como ele próprio faz para conseguir verbas e cargos. 



  • 20/07/2017


    21.07.2017 09h21m
    Recomendar

    Sobe - A crescente força do nome de José Ronaldo para disputar o Senado em 2018


    Desce - A Justiça eleitoral por impor recadastramento biométrico para os maiores de 70 anos que são desobrigados de votar

     

    Visitas ilustres


    As homenagens durante o dia a José Ronaldo foram completadas na noite da terça-feira, quando, na missa, estiveram presentes, para prestigá-los, o atual prefeito de Salvador ACM Neto; o vice, Bruno Reis; o ex-governador, Paulo Souto; os deputados Paulo Azi (DEM), federal, e Adolfo Viana (PSDB), estadual. Outros prefeitos de cidades vizinhas, que não estavam pela manhã, também se fizeram presentes na missa.


    Ronaldo e Neto


    Na noite de terça-feira (18), na igreja Senhor dos Passos, depois da missa que celebrou o aniversário de José Ronaldo, ACM Neto, que veio ao evento, se manifestou sobre sua candidatura. "Não posso falar sobre candidatura a governador ainda, tem muito tempo até 2018" e emendou: "sobre José Ronaldo pode acontecer a saída dele do DEM para ingressar em outro partido, mas do nosso mesmo campo. É impensável não estarmos juntos no próximo pleito".


    Ronaldo e o Senado


    Na entrevista de Neto aos repórteres que estavam na igreja, quando versaram sobre a candidatura de José Ronaldo ao Senado, na chapa encabeçada por Neto, o prefeito de Salvador respondeu que uma chapa não pode ser construída sem avaliar o nome de Ronaldo como participante dela. As avaliações, segundo Neto, são positivas nessa direção, pois o objetivo é eleger o governador e os dois senadores.


    Fernando de Fabinho


    Uma figura, que esteve ausente nos quatro últimos anos no aniversário de José Ronaldo apareceu na missa de terça-feira. Trata-se do ex-deputado federal Fernando de Fabinho, que, depois de José Ronaldo e Neto, foi o mais festejado dos presentes. É bom registrar que, desde o final do ano passado, Fernando de Fabinho retornou à Feira fixando a sua residência. O povo não esqueceu dele.


    Lei sancionada


    O presidente Michel Temer sancionou ontem (19), o projeto de lei que libera crédito extra de R$ 102 milhões ao Ministério da Justiça para normalizar a emissão de passaportes. A assinatura dependia apenas de um parecer técnico do Ministério do Planejamento. A expectativa do governo federal é que o serviço seja normalizado até esta sexta (21). O Congresso nacional aprovou o projeto de lei na última quinta-feira (13), na última sessão antes do recesso parlamentar.


    Delação fechada


    Condenado a mais de 37 anos no Mensalão, o empresário Marcos Valério fechou um acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF). Antes, a tratativa foi recusada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). O acordo, no entanto, ainda precisa da homologação do Supremo Tribunal Federal (STF), já que cita políticos com foro privilegiado na Corte, como o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Para "concluir procedimento de colaboração premiada", o juiz Wagner de Oliveira Cavalieri autorizou a transferência de Valério da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).


    Misturador de voz


    Diante da intensificação da crise política com a divulgação das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, o Palácio do Planalto instalou um "misturador de voz" no gabinete do presidente Michel Temer (PMDB). O aparelho, que emite uma frequência sonora responsável por danificar vozes gravadas, gera um chiado no áudio. Dessa forma, quem tenta ouvir a gravação, não consegue entender o que foi dito. Segundo informações do Blog do Camarotti, no G1, outras unidades do aparelho foram instaladas nos gabinetes dos ministros.  



  • 19/07/2017


    21.07.2017 09h17m
    Recomendar

    Sobe - Ação social da Rondesp por intensificar lado humanitário da PM em Feira


    Desce - Feira de Santana por demitir mais que admitir no primeiro semestre de 2017


    Festa


    Durante o dia de ontem, no aniversário do prefeito José Ronaldo o dia foi dividido em três etapas, logo às 6 da manhã, alvorada com a participação de correligionários e admiradores, a partir das 8 da manhã café, no Roque's Buffet, à noite celebração de missa na Igreja Senhor dos Passos, nestes dois últimos eventos, boa participação de lideranças políticas, aí incluindo secretários, vereadores, prefeitos de cidades vizinhas e deputados estaduais.


    Otto e Ronaldo


    Repercutiu na tarde da última segunda-feira (17), uma reportagem no prestigioso programa De Olho na Cidade, comandado por Jorge Bianchi e com participação destacada de Valdeir Uchôa, indicando que o Senador Otto Alencar teria se reunido semana passada com o prefeito José Ronaldo e isso indicaria a ida do prefeito de Feira para o PSD com o objetivo de ser indicado candidato ao Senado na chapa liderada pelo governador Rui Costa.


    Fernando e Otto


    Ao ser ouvido na tarde de segunda-feira (17), pelo radialista Valdeir Uchôa sobre a conversa de Ronaldo e Otto, Fernando fez avaliação ao dizer que Otto Alencar nada tinha comentado sobre esta tal conversa, mas adiantou que se Ronaldo vier, e como no partido tudo começa no diretório municipal do qual é líder, não tinha nada contra a vinda do prefeito, adiantou que a diferença com Ronaldo é política, e nada pessoal, registrou que a liderança maior do partido é o Senador Otto Alencar e o que ele achar que é bom para o partido ele acatará.

     

    Wagner e Ronaldo


    Ainda em Santa Luz onde o governador Rui Costa foi autorizar ordem de serviço para a rodovia estadual da região sisaleira e outras atividades do governo, Uchôa questionou a ida de José Ronaldo para a base do governo estadual, Wagner disse: "Não tenho conhecimento desta situação no âmbito do governo, mas respeitarei as decisões do governo e dos partidos da base, o prefeito de Feira é uma grande liderança temos que reconhecer, o cuidado deve ser ao aglutinar um novo quadro vindo da oposição não criar dificuldades para aliados de primeira hora".


    Favoráveis à denúncia


    Apesar dos esforços do presidente Michel Temer para aliviar as tensões com o PSDB, o partido já reúne 21 deputados declaradamente favoráveis à investigação do peemedebista, dos 46 da bancada. Segundo informações do jornal O Globo, impactam nesse número os novos parlamentares. Entre os outros tucanos, 10 são contrários à denúncia e 15 estão indecisos ou não responderam à enquete.


    Recurso negado


    Ao negar o primeiro recurso interposto pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o juiz Sérgio Moro ainda comparou o petista ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). No documento protocolado na última sexta (14), os advogados de Lula recorreram da sentença de nove anos e meio de prisão pelo caso tríplex e afirmaram que havia "omissões, contradições ou obscuridades". Para o juiz, no entanto, a ausência de formalidade quanto à transferência do imóvel para Lula passou por longa análise antes que ele chegasse à decisão.


    Novo ensino médio


    O Ministério da Educação (MEC) foi autorizado a pedir um empréstimo de até R$ 800 milhões (US$ 250 milhões) junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) (ou Banco Mundial) para financiar a reforma do ensino médio. A pasta informou em nota que o montante poderá ser financiado em até cinco anos e quase 90% do valor será usado pelo MEC para apoiar as secretarias estaduais de Educação na implantação do novo ensino médio. 



  • 18/07/2017


    18.07.2017 10h39m
    Recomendar

    Sobe - Flu de Feira por avançar na série D do Brasileirão.

     

    Desce - A fiscalização da Prefeitura que não está impedindo a invasão de passeios para comercializar mercadorias.

     

    Aniversário


    Hoje, o prefeito José Ronaldo de Carvalho realiza festa de aniversário. Ele, que nasceu em Paripiranga, em 18 de julho de 1951, completa 66 anos. Logo cedo, haverá alvorada, em seguida um café da manhã em Roque Buffet e no final da tarde uma missa em ação de graças na Igreja Senhor dos Passos. A programação deve atrair lideranças políticas, amigos e correligionários do aniversariante.

     

    Eleição 2018


    A deputada estadual Mirella Macedo (PSD) visita hoje, Feira de Santana, cidade que obteve 1.452 votos na última eleição. Mirella, que é evangélica, será recebida pelo pastor Gerson Andrade e na oportunidade fará visitas a igrejas e setores da imprensa.

     

    Eleição 2018 I


    Outro deputado que também estará em Feira de Santana é Prisco. Pela manhã, participará do aniversário do prefeito José Ronaldo de Carvalho e à noite, a partir das 19h, terá reunião com Policiais e Bombeiros, em uma casa de eventos da cidade, na Av. Sr. dos Passos.

     

    Adiada


    A leitura do parecer pela não admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer no plenário da Câmara dos Deputados foi adiada para agosto. A sessão plenária na qual seria feita a leitura estava convocada para hoje (17), às 14h, mas foi cancelada por falta de quórum, e amanhã (18), começa o recesso parlamentar.

     

    Fidelidade


    As declarações do senador Otto Alencar (PSD) em todas as ocasiões nas quais é instado a comentar sobre a aliança com o governador Rui Costa (PT) são sempre no sentido de continuidade da parceria. Para além, o tom escolhido para comentar as ações do grupo de oposição tem crescido consideravelmente. Em seu discurso, Alencar também fez questão de dizer aos presentes que a aliança com o governador Rui Costa e com o PT está mantida para o pleito de 2018.

     

    Detonou


    Em Santaluz, nordeste baiano, Otto endureceu o discurso contra os opositores. Primeiro, disse que as obras anunciadas no evento como a ordem de serviço de recuperação da BA-120 e assinaturas de convênios para a agricultura familiar são provas de que o governo estadual trabalha para todos os municípios. "Não é verdade que os recursos se restringem a cidades ou setores", frisou.

     

    Não teme


    O deputado estadual Carlos Ubaldino (PSD) foi um dos denunciados pelo Ministério Público Federal à Justiça Federal na operação Águia de Haia por supostamente fazer intermédio entre prefeitos e um esquema de desvio de recursos e fraudes em licitações na Bahia. No entanto, o parlamentar não teme impactos das denúncias em sua corrida pela reeleição em 2018.

     

    Agiotagem


    Circula nas redes sociais denúncia de agiotagem contra o soldado da Polícia Militar Juracy Nascimento (DEM), segundo vereador mais votado em Alagoinhas. Apócrifo, o panfleto traz informação de que o demista "empresta dinheiro a juros absurdos e tem um escritório onde faz as negociações".

     

    Não


    Liberado para cumprir prisão domiciliar na semana passada, o ex-ministro Geddel Vieira Lima não teve a mesma sorte ao pedir a nulidade do mandado de busca e apreensão da Operação Cui Bono, que apura fraudes em financiamentos da Caixa Econômica Federal. 

     

    Não I


    Segundo a revista Época, a Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1), seguindo voto do desembargador Ney Bello, negou o pedido por unanimidade. O pedido de habeas corpus corre em sigilo na Corte. Quem advoga para Geddel no TRF é Fernando Tourinho Neto, ex-desembargador do tribunal.  



  • 15/07/2017


    18.07.2017 10h35m
    Recomendar

    Sobe - Exposição fotográfica "A feira de Feira de Santana" por retratar diversos momentos signficativos da história da cidade.

     

    Desce - A Bahia por não ter tornozeleira eletrônica para prisão domiciliar de Geddel.

     

    Pedido negado

     

    O juiz Reinaldo Alves Ferreira, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Goiás, recusou um pedido de busca e apreensão feito pelo Ministério Público estadual e autorizou o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures a continuar a utilizar a tornozeleira eletrônica que a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás emprestou ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. Foi graças ao empréstimo do equipamento que o ex-deputado pôde deixar a carceragem da Polícia Federal (PF), em Brasília, e passar a cumprir prisão domiciliar.

     

    Dinheiro queimado

     

    R$ 78.800. Este é o valor que foi pago pela prefeitura de Castro Alves para a empresa Comecial de Fogos JVL. O contrato executado após processo licitatório foi publicado no Diário Oficial do Município no dia 19 de abril, cujo serviço foi usado nos festejos juninos da cidade. Mesmo já tendo passado a festa, a população reclama dos gastos que chegam a quase R$ 80 somente com fogos.

     

    Ficou calado

     

    O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) ficou calado duante depoimento prestado na sexta-feira (14), na sede da Superindentência da Polícia Federal, em Curitiba, no âmbito da Operação Cui Bono? A operação investiga irregularidades na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal. Segundo advogado, Délio Lins, Cunha não respondeu porque os questionamentos se referem a uma ação penal que tramita em Brasília. "Ele vai responder às perguntas em juízo", afirmou.

     

    Sem monitoramento

     

    Na sexta-feira (14), por meio de nota, a Superintendência Regional da Polícia Federal no Estado da Bahia informa que a Polícia Federal não dispõe de sistema de monitoramento eletrônico de pessoas, a tornozeleira eletrônica. Ainda segundo a PF, "tal função não afeta à atividade de polícia judiciária desempenhada pela Polícia Federal, e sim ao sistema prisional, seja ele o federal ou o estadual".

     

    Delações de Eike

     

    O empresário Eike Batista apresentou oito propostas de delação premiada que serão entregues ao Ministério Público Federal (MPF). Os principais nomes citados na colaboração de Eike são o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. A defesa de Eike está agora colhendo anexos de executivos e ex-executivos das empresas que podem corroborar com as suas declarações.

     

    Votos favoráveis

     

    Após a rejeição da autorização da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, o número de deputados que defendem o peemedebista declaradamente já passou de 100. Para que a denúncia seja autorizada, a oposição precisa conseguir 342 votos. Portanto, com o apoio de 172 deputados.

     

    Cunha preocupa

     

    A delação premiada do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) atingirá pelo menos 70 parlamentares na Câmara dos Deputados. De acordo com a coluna Esplanada, do portal Último Segundo/iG, Cunha detalhou todos os repasses de campanhas a colegas em seu depoimento de finalização da colaboração com os procuradores da Lava Jato. 



  • 14/07/2017


    18.07.2017 10h33m
    Recomendar

    Sobe - Animação da torcida do Flu de Feira para o jogo decisivo contra o Campinense, no próximo domingo.

     

    Desce - Empresas que comercializam produtos vencidos e estragados prejudicando a saúde dos consumidores.

     

    Aniversário do Prefeito

     

    Na próxima terça (18), o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho completa mais um ano de vida, e a tradicional comemoração se estenderá durante todo o dia. As 06h, acontece a Alvorada, na residência de Ronaldo. Às 07:30h, tem o café da manhã, que será servido no Roque's Buffet, e para finalizar, às 18:00h, será realizada uma missa festiva na Igreja Senhor dos Passos.

     

    Faltou tornozeleira

     

    O ex-ministro Geddel Vieira Lima permanece preso em Brasília pela falta de tornozeleira eletrônica no Distrito Federal, ontem (12), um desembargador do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) converteu a prisão preventiva em domiciliar. No entanto, a ausência do equipamento de monitoramento atrasa o cumprimento da determinação. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) alega que o contrato para disponibilizar equipamento foi assinado recentemente. Por isso, o órgão vai remeter um ofício ao TRF1, que deverá decidir como será o procedimento neste caso.

     

    Admitiu erro

     

    Em meio à sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o juiz Sérgio Moro reconheceu que pode ter cometido um erro na liberação da conversa entre o petista e a então presidente Dilma Rousseff (PT). O caso, conhecido como áudio do Messias, aconteceu em março de 2016. Na ligação, Dilma diz a Lula que está enviando o assessor José Messias ao encontro dele com o termo de posse de ministro, a fim de que o documento fosse usado em caso de necessidade.

     

    Sem substituto

     

    Integrantes da cúpula do PT admitem que não há candidato para concorrer à Presidência da República em 2018, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não possa concorrer. Em entrevista à colunista Andréia Sadi, do G1, alguns petistas disseram que é necessário discutir outros quadros para o pleito do ano que vem. Por outro lado, os petistas evitam falar em plano B, para não desmotivar a base nem dar discurso para a oposição. Petistas ouvidos já esperam uma condenação de Lula em segunda instância no caso triplex e outra condenação no âmbito do caso do sítio em Atibaia.

     

    MPF pede nova preventiva

     

    Menos de 24 horas após o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) conceder a prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o Ministério Público Federal (MPF) fez um novo pedido de prisão preventiva. Nesta segunda petição, a Procuradoria apresenta novas provas sobre o envolvimento do político baiano em fatos criminosos e também na tentativa de obstruir uma eventual delação premiada do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, identificado como operador de propina do PMDB. Segundo informações da Época, o MPF também apresentou um depoimento inédito de Funaro, em que o operador conta que levava malas de dinheiro para a residência de Geddel em Salvador.

     

    #342

     

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rejeitou o pedido feito por governistas para iniciar a sessão que vai votar a denúncia contra o presidente Michel Temer com 257 deputados. Segundo informações do Blog da Andréia Sadi, do portal G1, o parlamentar já descartou essa possibilidade em conversas com aliados. Para Maia, uma votação de peso, envolvendo a denúncia contra o presidente da República, precisa de quórum alto, ou seja, de ao menos 342 deputados, o equivalente a dois terços da Casa. O número é o mesmo necessário para a denúncia ser aceita.

     

    Devolução de mandato

     

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) deverá recorrer contra a devolução do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A decisão foi tomada monocraticamente pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), após o relator Edson Fachin determinar o afastamento do tucano. De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, a PGR deve protocolar o recurso tão logo acabe o recesso do Judiciário, em agosto.

     

    Pena alta

     

    Embora tenha concedido prisão domiciliar a Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o desembargador Ney Bello não descarta uma pena mais severa ao ex-ministro da Secretaria de Governo. O magistrado considera a possibilidade de Geddel ter, de fato, se envolvido nos crimes denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF). "Acaso verdadeiro o que se diz no decreto prisional - que Geddel Vieira Lima se apossou de mais de R$ 20 milhões por sua intermediação para a liberação de recursos da Caixa para J&F, Mafrig, Alpargatas, Seara e Bertin - será o caso de sanção criminal que pode chegar a mais de 80 anos de cárcere", adiantou Bello na decisão.  



  • 13/07/2017


    13.07.2017 17h49m
    Recomendar

    Sobe - O Estatuto da Criança e do Adolescente por proteger as crianças do País.


    Desce - Senadoras por terem ocupado indevidamente a mesa diretiva.

     

    Gastos públicos

     

    Mais duas ações que questionam a Proposta de Emenda à Constituição 95/2016, responsável por instituir e fixar um teto para os gastos públicos da União por 20 anos, chegam ao Supremo Tribunal Federal (STF). As ações foram ajuizadas pelo PT e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. Como a ministra Rosa Weber já possui a relatoria de outros quatro processos sobre o tema, os recursos foram distribuídos para ela.

     

    Não vai cair só

     

    Em busca de votos contrários à admissibilidade da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele, o presidente Michel Temer tem dito a parlamentares da base aliada que caso deixe o cargo, os próximos alvos da PGR serão o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Senado, Eunício Oliveira. Segundo informações do Blog de Andréa Sadi, do portal G1, Temer adotou nos últimos dias, em conversas reservadas, o discurso de que o Ministério Público "persegue a classe política" e deseja que a Presidência da República seja comandada pela presidente do Supremo Tribunal Federal, Carmen Lúcia.

     

    Geddel fazia pressão


    A esposa do corretor Lúcio Funaro, Raquel Pitta, confirmou em depoimento à Polícia Federal que o ex-ministro Geddel Vieira Lima a pressionou durante ligações telefônicas. A postura do peemedebista teria como objetivo evitar que Funaro fizesse acordo de delação premiada. O depoimento foi prestado na última sexta-feira (7). Geddel Vieira Lima está preso desde o último dia 3, acusado de tentar obstruir a Operação Lava Jato.

     

    Condenado por paródia


    O deputado federal e palhaço Tiririca (PR-SP) foi condenado na Justiça por ter usado, sem autorização, a música "O Portão", de Roberto e Erasmo Carlos, para realizar uma paródia na propaganda política da campanha de 2014. A decisão foi do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), que acatou os argumentos do advogado da gravadora EMI Songs, detentora dos direitos autorais da obra e autora da ação, e determinou o pagamento de uma indenização de 20 vezes o valor que custaria a execução da música, mais correção monetária e juros.

     

    Corrida presidencial

     

    O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) lidera as intenções de voto para a Presidência da República entre os eleitores do Rio de Janeiro. Um levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que o social-cristão lidera em todos os cenários e chega a ter a preferência de 24% dos entrevistados. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece em segundo lugar, com 17,7%. A pesquisa ouviu 2.020 eleitores, entre os dias 6 e 10 de julho, em 43 municípios do Rio de Janeiro. A margem de erro é de 2%.

     

    Declaração polêmica

     

    O prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), se posicionou no Twitter na tarde desta quarta-feira (12), sobre a condenação do ex-presidente Lula. "A Justiça foi feita. O maior cara de pau do BR, foi condenado a 9 anos e meio por corrupção passiva e lavagem de dinheiro #VivaBR", declarou o prefeito. Até o momento da publicação desta nota, o tweet de Dória tinha sido replicado mil vezes e possuia 2,5 mil curtidas.

     

    De malas prontas

     

    A cúpula do PSDB em São Paulo decidiu nesta segunda-feira (10), durante o jantar realizado na capital paulista, que o partido deixará formalmente do governo Michel Temer logo após a aprovação da reforma trabalhista. A informação é do portal Poder360. Os tucanos aguardaram apenas a sanção presidencial e a edição da Medida Provisória que corrige partes do texto, o que conclui o processo de alteração da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).



  • 12/07/2017


    12.07.2017 10h10m
    Recomendar

    Sobe - As diversas entidades que estão realizando campanha social para distribuir roupas e agasalhos aos menos favorecidos na cidade.


    Desce - Delicatessen em Feira por comercializar produtos vencidos e estragados e também por já ter sido autuada três vezes pelo Procon.


    Respeitará decisão


    O presidente Michel Temer afirmou ontem (11), que vai respeitar qualquer decisão que a Câmara tomar em relação à denúncia apresentada contra ele pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de corrupção passiva. A declaração acontece um dia depois que o relator do caso na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), apresentar um parecer pela admissibilidade da denúncia. "Reitero sempre que a Câmara, nesta semana, tem uma importantíssima decisão para tomar e eu respeitarei qualquer que seja a decisão", disse o presidente durante evento em Brasília.


    Obstrução de Justiça


    O presidente Michel Temer será acionado no Supremo Tribunal Federal (STF) por obstrução de Justiça, devido à remoção, da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, dos deputados que seriam favoráveis à denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR). Segundo informações do site O Antagonista, o mandado de segurança foi protocolado ontem (11), pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e pelo deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ). O congressista aponta que as trocas só poderiam ser feitas por iniciativa do próprio integrante do colegiado e após deliberação da mesa - Temer, portanto, no rito constitucional.


    PSDB não toma decisão


    As principais lideranças do PSDB passaram quatro horas reunidas, na noite da segunda-feira (10), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, mas não definiram se o partido desembarca ou não do governo de Michel Temer. Segundo o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), a decisão não poderia ser tomada, porque é um assunto da alçada da Executiva do PSDB. Os tucanos resolveram fazer uma convenção no mês que vem para eleger uma nova direção executiva para o partido - o que incluir o cargo de presidente. Tasso assumiu o comando da legenda em maio, após a revelação do envolvimento do então presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB), na delação do empresário Joesley Batista, da JBS. Os tucanos também pretendem aproveitar a convenção para fazer uma reflexão sobre as propostas do partido para o Brasil.


    Relator responde defesa


    O relator da denúncia contra o presidente Michel Temer, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara, Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), respondeu aos argumentos apresentados pela defesa durante a leitura do seu parecer, na tarde da segunda-feira (10). "Não é fantasiosa a acusação", declarou o deputado, indo de encontro com o que é sustentado pelo advogado de Temer. Antônio Cláudio Mariz de Oliveira já classificou a denúncia elaborada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), como ficção e baseada em suposições. Zveiter argumentou durante a leitura do seu parecer que a gravação feita pelo empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, é legal e que a prova não representa uma violação da privacidade do presidente.


    Atrapalharam votação


    Ontem (11), por volta das 14h, mesmo com os microfones desligados e as luzes do plenário apagadas, senadoras de oposição ocuparam a Mesa do Senado e permaneceram no local para tentar impedir a votação da reforma trabalhista. O presidente da Casa, Eunício Oliveira, foi impedido de presidir a sessão que iria analisar a proposta. O protesto foi feito pelas senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Ângela Portela (PT-ES), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lídice de Mata (PSB-BA), Regina Sousa (PT-PI) e Kátia Abreu (PMDB-TO).


    Punição para senadoras


    O senador José Medeiros (PSD-MT) está recolhendo assinaturas contra as senadoras da oposição, Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-PR) e Vanessa Grazziotin (PT-AM) que ocuparam a mesa diretora do plenário do Senado, na manhã de ontem (11), para impedirem a votação da reforma trabalhista. De acordo com Medeiros, as senadoras fizeram "baderna" e considerou o ato como "vergonha".


    Rumores de fusão


    Mais uma vez são crescentes os rumores na seara dos bastidores do Congresso Nacional da fusão entre o DEM e o PSB. A medida volta a baila após a possibilidade do DEM assumir a presidência da República através de Rodrigo Maia (DEM). A tendência é de que o partido precise de maior musculatura para enfrentar o governador que está por vir. A coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, também tornou a noticiar a possibilidade da fusão, comentada em Brasília. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia