Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 24/02/2018


    26.02.2018 17h53m
    Recomendar

    Sobe - Deputado Targino Machado que teve coragem de fazer duas denúncias graves contra o Secretário de Segurança da Bahia.


    Desce - A Secretaria de Segurança Pública do Estado, se comprou TV de R$ 4 mil por R$ 17 mil.


    Falou tá falado


    O deputado Targino Machado, que fez sérias denúncias no final do ano passado, contra o Secretário de Segurança Pública, causando grande repercussão, não apenas na Bahia silenciou sobre o assunto até a semana passada. Quando todos pensavam que ele tinha perdido a língua, Targino ressurgiu de forma inusitada, comprando uma TV Samsung de 55 polegadas, em 10 prestações no cartão, só para provar que tinha razão ao ter denunciado o secretário Maurício Barbosa, por ilicitudes na Secretaria. Se provou, tá provado. Pois bem, Targino já ocupou espaço nas redes sociais garantindo que em uma das licitações da Segurança Pública a mesma TV foi comprada pela Secretaria em uma licitação por “R$ 17 mil”. Se alguém acha que é um exagero se enganou, Targino está de posse de um relatório do Tribunal de Contas do Estado indicando, segundo o próprio trecho do TCE de superfaturamento. Targino vai se apresentar neste domingo no programa de Silvério Silva e o mínimo que ele vai dizer é, se eu comprei uma TV em 10X por quatro mil e frações, por quanto de forma séria eu compraria mais de 30 TVs de uma só vez e à vista? O bicho pegou!


    Falando em TV


    A Câmara de Porto Seguro inaugurou um painel eletrônico no início dos seus trabalhos, na semana passada com seis televisores Samsung que servem de painel, ao custo de R$ 180 mil por ano em alugueis. A chiadeira dos próprios vereadores da casa é grande e o caso deverá parar no Ministério Público. No ano passado, a Câmara de Feira inaugurou um painel similar, porém, com oito televisores, 50% mais do que o de Porto Seguro, a diferença é que os equipamentos com programas chegaram ao valor dos mesmos R$ 180 mil, só que em Feira este equipamento foi comprado, por isso a Câmara tem posse do equipamento, a vida inteira enquanto durar, e lá é anual. Estoporou a situação na Câmara da terra do descobrimento.


    Meirelles X Temer


    Enquanto alguns aliados do presidente Michel Temer (MDB) já defendem sua candidatura à reeleição, outro nome do Palácio do Planalto se colocou na disputa: o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), confirmou que existe a possibilidade de sair candidato à Presidência. “Seria uma competição”, declarou ao Estadão/Broadcast. “Evidentemente, com mais candidatos fora dos dois extremos, a competição seria maior”, completou o ministro. Segundo informações do Estado de S. Paulo, Meirelles afirmou ainda que a participação de Temer “não invalidaria” sua candidatura, mas sim aumentaria as alternativas no centro político. No entanto, de acordo com a publicação, a candidatura do ministro enfrenta resistência do próprio PSD, pois o partido articula um apoio ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

     

    Mudança pode ser impugnada


    Os diretórios do PMDB de Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre querem que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impugne a mudança do nome do partido para MDB, que foi apresentada em dezembro durante convenção da sigla. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o ministro Admar Gonzaga, relator do caso na Corte, determinou que a direção nacional peemedebista se manifeste sobre a discordância até a próxima semana. O prazo de sete dias consecutivos para a legenda se posicionar começou na segunda-feira (19).


    Processos mudam de juízes


    Processos sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, que tramitam na Justiça de Brasília vão mudar de juízes. De acordo com informações do G1, eles ficavam sob responsabilidade do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal, mas agora passaram para a 12ª Vara, criada recentemente e especializada em lavagem de dinheiro. Os juízes Marcus Vinicius Reis e Polyanna Kelly Alves vão passar a analisar os processos e precisarão ler todos os documentos dos casos para poderem dar continuidade à condução das ações.


    Processo de cassação


    O Conselho de Ética fará na próxima terça-feira (27), uma reunião para instaurar o processo disciplinar que pede a cassação dos mandatos do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB). No mesmo encontro, também devem ser aceitas as solicitações referentes aos deputados Paulo Maluf (PP-SP), Celso Jacob (PMDB-RJ) e João Rodrigues (PSD-SC), que atualmente estão presos. Na reunião de terça, de acordo com o G1, haverá o sorteio de uma lista tríplice para cada um dos processos. A partir daí, o presidente do conselho, Elmar Nascimento (DEM), definirá o relator, que deverá fazer um parecer preliminar, em até 10 dias úteis, avaliando de as representações têm fundamento ou devem ser arquivadas. 



  • 23/02/2018


    23.02.2018 09h55m
    Recomendar

    Sobe - A Fundação Egberto Costa, que oferece cursos interessantes na área cultural a comunidade feirense, através do Porgrama Arte de Viver.


    Desce - O número de negativados do Serasa, em Feira, que corresponde a metade da população economicamente ativia.

     

    Temer nega viés eleitoral


    Em uma resposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente Michel Temer convocou o porta-voz, Alexandre Parola, para reforçar que a decisão da intervenção na área de segurança do Rio não teve viés eleitoral. "A agenda eleitoral não é, nem nunca será, causa das ações do presidente. Assim comprovam as reformas propostas na Ponte, para o Futuro e que têm sido implementadas desde o primeiro dia da administração", disse Parola. Em entrevista à rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, Lula afirmou que a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro é uma "pirotecnia" criada pelo governo do presidente Michel Temer para tentar reelegê-lo.


    Lula não é única opção


    O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), avisou na terça-feira (20), a Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, que o PT terá candidato ao Planalto nas eleições deste ano, mesmo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja impedido de concorrer. Haddad, inclusive, é um dos cotados para representar o partido nas urnas, assim como o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner. De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, Ciro não gostou das palavras de Haddad, já que espera contar com o apoio dos petistas, caso Lula esteja de fora da corrida eleitoral.


    Ampeb pede nomeação


    O presidente em exercício da Associação dos Membros do Ministério Público da Bahia (Ampeb), Millen Castro, pediu ao governador Rui Costa, em um ofício, que nomeie o candidato mais votado da lista tríplice para o cargo de procurador-geral de Justiça do estado. O mais votado foi o procurador da Justiça Pedro Maia. Segundo informações de bastidores, Maia conta com apoio de ex-procuradores gerais de Justiça da Bahia. A atual procuradora-geral de Justiça, licenciada para a eleição, Ediene Lousado, foi o segundo nome mais votado para o cargo.


    Governo ainda não desistiu


    O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que o governo não desistiu da necessidade de solicitar à Justiça mandados coletivos durante operações a serem realizadas no Rio de Janeiro. "Não é o problema se o governo recuou, ou não recuou. Não é nada disso. A necessidade é que vai dizer (se precisa do mandado para uma área), e o juiz é soberano para conceder ou não conceder", declarou Jungmann, após a cerimônia de lançamento do Sistema Integrado de Alerta de Desmatamento, nta quarta-feira (21). Mas, para o ministro, "estamos vivendo aqui uma falsa polêmica". Jungmann afirmou ainda que "a jurisprudência não está consolidada" para esse tipo de pedido. "A última palavra não é nossa, é sempre do juiz, que dá ou não (o mandado coletivo)", afirmou.


    Negociando mudança


    Atualmente presidente do PV na Bahia, o deputado federal Uldurico Jr. aproveitou a aproximação da janela partidária para negociar uma possível mudança de sigla. O Bahia Notícias apurou que o parlamentar buscou seu colega na Câmara dos Deputados, Ronaldo Carletto (PP), para saber em que pé estão suas articulações com objetivo de ingressar no PR. Os dois conversaram sobre a possibilidade de Uldurico migrar para a legenda, assim engrossando o grupo político que deve acompanhar Carletto na troca partidária. No entanto, segundo as informações obtidas pela reportagem, o verde não fechou nenhum tipo de acordo com o ainda progressista, tendo ficado apenas nas sondagens, pelo menos por enquanto.


    Vai trabalhar candidato próprio


    Reconduzido à presidência do MDB, o senador Romero Jucá (RR) disse que o partido vai trabalhar para ter candidato próprio à Presidência da República e que o presidente Michel Temer é sempre um nome, como outros, para a função. "O presidente Michel Temer é uma opção do MDB para ser candidato a presidente da República, se ele assim o entender. O partido defende candidatura própria, nós temos várias opções e vamos trabalhar no sentido de termos candidatura própria", declarou Jucá após reunião da Executiva da sigla. Jucá disse que o tempo vai dizer se Temer será candidato. 



  • 22/02/2018


    23.02.2018 09h53m
    Recomendar

    Sobe - A Coelba que vai promover curso para professores com objetivo de mobilizar comunidades escolares para uso correto da energia.


    Desce - A violência envolvendo adolescentes, situação decorrente em Feira e outras cidades brasileiras.


    Regularização fundiária


    O vereador Roberto Tourinho repercutiu a matéria publicada na edição de ontem (21), pelo Jornal Folha do Estado sobre a regularização fundiária no município de Feira de Santana. O edil parabenizou a publicação e ao secretário de habitação Eli Ribeiro, por estar fazendo junto à prefeitura um levantamento de todas as pessoas que estão carentes da regularização. “É importante que isso aconteça, para que estas pessoas possam ter os seus próprios espaços e um lugar para chamar de seu”, disse.


    Aumento abusivo


    A vereadora Gerusa Sampaio criticou na manhã de ontem (21), o valor do combustível no Brasil. Segundo ela, o país é o segundo colocado dos que mais caro cobram pela gasolina. Gerusa afirmou que acredita que muitas pessoas já estão encontrando dificuldades para se locomoverem. “O poder aquisitivo do brasileiro está afunilando. O brasileiro está tolerante, mas não feliz com o que está acontecendo”, disse.


    Caos na saúde


    Em seu discurso na manhã de ontem (21), o vereador Isaias de Diogo afirmou que quem precisar de atendimento médico do Governo do Estado vai morrer. O edil aconselhou às pessoas a adquirirem planos funerários de antemão. O edil relatou o caso de um paciente que estava a vários dias na Upa da Mangabeira esperando a regulação. “O governador e o secretário estão brincando com a população. Este é um governo irresponsável”, disse.


    Solicitação atendida


    O vereador Zé Filé, que representa o bairro do Feira X, na Câmara Municipal de Feira de Santana, afirmou na manhã de ontem (21), que a sua solicitação ao prefeito José Ronaldo de Carvalho foi atendida e que a obra da feirinha está sendo realizada. Segundo o edil, ele foi um dos principais responsáveis por tudo o que está acontecendo e salientou que pede obras para toda a cidade, mas que o Feira X estava entregue às baratas. “Não estou fazendo as obras e sim as solicitações”, afirmou.


    Lei antibaixaria


    Durante um dos seus discursos na manhã de ontem (21), o vereador Lulinha repercutiu a solicitação do vereador Edvaldo Lima para que o prefeito não contratasse alguns artistas para a Micareta de Feira de Santana e afirmou que já existe uma lei antibaixaria, que é de sua autoria e que foi aprovada pela Casa. O edil reforçou que é proibida a contratação de qualquer atração que incite à violência, drogas e baixaria para festas na cidade.


    Clarão é aviso


    Edvaldo Lima fez um alerta à população de Feira de Santana sobre o clarão visto no céu da Bahia, na última terça-feira (20). Para o edil, o fenômeno, é um aviso de Deus sobre a insatisfação com o desrespeito dos homens aos princípios e valores cristãos. “Foi visto em salvador, Feira de Santana e Itaberaba um clarão no céu, que assustou a população desses municípios. Deus tem mandado avisos e orientações para que o homens não afrontem o divino. Os homens perderam o que há de mais precioso, que é a dignidade e o respeito á família. O que aconteceu em Salvador e no Rio de Janeiro é para o povo pedir perdão, porque não se deve afrontar a Deus. Os homens estão desrespeitando Deus. Eles deviam vestir um saco de pano e pedir perdão a Deus”, finalizou.



  • 21/02/2018


    21.02.2018 11h42m
    Recomendar

    Sobe - O Governo do Estado que anunciou a abertura de mais 2,7 mil vagas no Programa Partiu Estágio.


    Desce - O alto número de inadimplentes em Feira de Santana, que ultrapassa as 200 mil pessoas.


    Sem direito de ir e vir


    Voltando a falar sobre a ocupação desordenada das calçadas em Feira de Santana, a vereadora Eremita Mota (PSDB) lamentou que as autoridades competentes não ajam para que essa realidade da cidade mude. Segundo a vereadora, a cada dia que passa os pedestres tem o seu direito de ir e vir retirado, o que traz para ele risco ao transitar pelas ruas. “Feira de Santana cresceu muito e não pensaram na nossa cidade para esse crescimento. Tenho mais de 300 fotos de lugares em que as pessoas colocam seus negócios na porta de sua casa ocupando as calçadas de forma ilegal”, afirmou. A vereadora cobrou da Secretaria específica que o trabalho de fiscalização seja realizado de forma mais eficaz. “Próximo a minha casa existe um caso em que nunca vi nenhum fiscal notificar. Já vi dois carros da pasta responsável passar pelo local e não fazer nada”, completou.


    Reeleição para presidência


    Na manhã de ontem (20), o vereador Zé Curuca afirmou que conseguiu que fosse marcada uma audiência com governador Rui Costa, que havia acabado de receber o documento na Câmara. O edil ainda afirmou que ouviu um burburinho de que seria votado um novo projeto para proibir a reeleição do presidente da Casa. Segundo Curuca, um projeto igual já havia sido votado quando Ronny era presidente e a maioria decidiu pela reeleição. “Se o presidente faz um bom trabalho, merece ser avaliado por todos nós e continuar. José Carneiro está aí, faz um excelente trabalho e que continue. Se existir mesmo um projeto destes aqui na casa, eu votarei contra”, disse.


    Eleições


    O líder do governo na Câmara, o vereador Lulinha, parabenizou o Jornal Folha do Estado pela matéria sobre o início do recadastramento biométrico para as pessoas que perderam o prazo. O edil orientou os cidadãos a procurarem o Fórum Eleitoral de Feira de Santana até o dia 09 de maio para regularizarem a situação eleitoral. Lulinha ainda falou sobre os diversos nomes que estão sendo cogitados a concorrerem às eleições deste ano e deu destaque ao nome do prefeito José Ronaldo de Carvalho. “Ronaldo é muito querido na Bahia e o grupo político pode decidir sobre o seu nome para concorrer ao governo, caso ACM decline, é um nome forte, tem chances e sem duvidas fará um grande trabalho por Feira de Santana”, afirmou.


    Vereador solicita passarela


    O Requerimento de nº 23/2018, de autoria do vereador Marcos Lima, que solicita do superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), Amauri Sousa Lima, a construção de uma passarela na BR-116 Norte, entre os bairros Feira VI e Papagaio, foi aprovado, em votação única e por unanimidade dos presentes, na Câmara Municipal de Feira de Santana. “Existe um risco iminente de acidentes graves, por motivo de não ter um redutor de velocidade, mesmo com a sinaleira existente. A importância da construção de uma passarela se dá, pois é necessário facilitar o fluxo como também oferecer acessos mais seguros às pessoas que residem e trafegam nas imediações”, justificou Marcos Lima.


    Pediu pelo Touro


    João Bililu pediu que o gestor público olhe com mais carinho para o Fluminense de Feira e convidou todos a assistirem o jogo do time hoje, às 20 horas, no Joia da Princesa. “Continuo afirmando que a bandeira do Fluminense de Feira é um dos maiores símbolos da nossa cidade. Esta na hora do gestor olhar com mais atenção o nosso Touro do Sertão. Ao fazer isso o time cresce e leva o nome da nossa cidade mais além”, pontuou.


    Indicações para trânsito


    Edvaldo Lima apresentou duas indicações de sua autoria, que serão encaminhadas ao Poder Executivo Municipal. A indicação número 79/2018 solicita ao Município a construção de alças de retorno no viaduto do bairro Tomba à BA-252. “A retenção no trânsito é habitual e com a construção das alças junto ao viaduto, o tráfego de veículos acontecerá de forma ordenada e segura, pois o local dá acesso a diversos bairros e outros municípios, sem contar que a BA-502 é uma via de grande circulação de veículos de grande porte”, justificou Edvaldo. Já a indicação 80/2018, solicita a instalação de uma sinaleira na Avenida Senador Quintino, especificamente no viaduto ligando à rua Orney São Paulo, bairro Aviário/35ª BI. 



  • 20/02/2018


    21.02.2018 11h40m
    Recomendar

    Sobe - Polícias Civil e Militar que voltaram a trabalhar conjuntamente no combate ao crime em Feira de Santana.


    Desce - Jogadores de Bahia e Vitória que protagonizaram cenas de selvageria durante o clássico, no último domingo.


    Souto, não investiu


    Zé Filé afirmou que os colegas vereadores que criticam a gestão do governador do Estado, Rui Costa, deveriam “olhar para trás” e reconhecer que o ex-governador Paulo Souto não promoveu investimentos em obras para o município de Feira de Santana. “Vejo os colegas vereadores jogando pedra no Governo do estado por não ter feito o novo hospital regional em Feira de Santana, a Lagoa Grande e outras obras. Mas, os vereadores não olham para trás e esquecem que Paulo Souto, enquanto governador, não fez nenhuma obra para o Hospital geral Clériston Andrade, por exemplo. Lulinha afirmou que o governo estadual está fazendo um puxadinho no Clériston, mas ele deveria ver a obra que está sendo feita naquele hospital”, afirmou.


    Cobrou do governador


    Cadmiel Pereira criticou a falta de investimentos do Governo do Estado para Feira de Santana e afirmou que o descaso se estende à cidades do interior baiano. O edil cobrou ao governador Rui Costa a conclusão de obras que permanecem paradas e o cumprimento da promessa de construção do novo hospital regional neste município. “Acabou o Carnaval, começa a vida real e Feira de Santana continua abandonada pelo Governo do Estado, que não colocou uma pedra sequer para construir uma escola estadual em nosso município. A escola que foi iniciada no conjunto Viveiros já completa mais de nove anos e ainda está em construção. Não temos uma escola de segundo grau nos nossos distritos porque é mais fácil para o governador fazer o Carnaval a ter que investir em Feira de Santana”, pontuou.


    Caminhada do Perdão


    Roberto Tourinho convidou a população de Feira de Santana para participar da Caminhada do Perdão, tradicional evento promovido pelo Igreja Católica, que será realizado no próximo dia 25 de fevereiro (domingo), às 07 horas, com saída da Paróquia Santo Antônio dos Capuchinhos. Na oportunidade, Tourinho destacou o lançamento da Campanha da Fraternidade, o início da Quaresma. “No último dia 14 de fevereiro, foi comemorado o início da Campanha da Fraternidade, que este ano tem como tema ‘Fraternidade e Superação da Violência’, e a Quaresma, que tem início na Quarta-feira de Cinzas e é encerrada no Domingo de Páscoa, quando a Igreja Católica comemora a ressurreição de Jesus Cristo”, afirmou.


    Declarou apoio à Otto


    Fabiano da Van declarou apoio à pré-candidatura do presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho, a deputado federal. Na oportunidade, o edil reafirmou o apoio aos projetos políticos do prefeito José Ronaldo de Carvalho e à candidatura à reeleição do deputado estadual Carlos Geilson. Fabiano da Van aproveitou para agradecer o deputado federal Fernando Torres pela emenda para aquisição de nova ambulância para a unidade de saúde localizada no distrito de Humildes. “Quero agradecer ao deputado, ainda, pela emenda no valor de R$ 300 mil para novas obras em Feira de Santana”, pontuou.


    Parabenizou o prefeito


    Ron do Povo parabenizou o prefeito municipal, José Ronaldo de Carvalho, pelas obras realizadas no bairro Gabriela. O edil convidou a população para prestigiar o início de mais uma obra que irá promover melhoria da qualidade de vida da população daquela localidade. “O prefeito vem realizando um excelente trabalho no bairro Gabriela e em todo município de Feira de Santana. Temos a obra da Avenida Homero Figueiredo, a construção da praça e a pavimentação de diversas ruas naquela região. E nesta terça-feira mais uma nova obra de pavimentação de rua será autorizada”, afirmou.


    Estado não tem interesse em Aeroporto


    Marcos Lima cobrou, mais uma vez, mais atenção do Governo do Estado com o Aeroporto Governador João Durval Carneiro, localizado no município de Feira de Santana. O edil afirmou que a falta de investimento compromete o desenvolvimento da economia local, além de causar transtornos aos passageiros que precisam se deslocarem para o Aeroporto de Salvador para pegarem voos. “Vimos nesta Casa a unanimidade dos vereadores em oposição ao Governo do Estado, que trata com desprezo Feira de Santana. O nosso aeroporto, por exemplo, que durante a campanha o governador fez promessa de reformar e garantir infraestrutura adequada para se tornar vetor de crescimento para o município, hoje conta apenas com um voo aos domingos à noite”, criticou. 



  • 17/02/2018


    19.02.2018 18h17m
    Recomendar

    Sobe - A imprensa feirense, que vai conseguir contratação de artistas pelo Governo do Estado para a Micareta de Feira.


    Desce - Governo do Rio, que foi engolido pela bandidagem perdendo o controle do Estado para a União.


    “Gesto de dinheiro”


    O empresário Joesley Batista, sócio do grupo J&F, afirmou na quinta-feira (15), em depoimento à Polícia Federal, que fez gesto de “dinheiro” com os dedos durante o encontro com o presidente Michel Temer, em março do ano passado, no Palácio do Jaburu. De acordo com a TV Globo, Joesley relatou que fez o gesto ao perguntar a Temer se podia tratar de todos os assuntos com o ex-deputado e ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures. Joesley disse que a pergunta foi feita de forma “enfática” durante o encontro: “Possom tratar todos os assuntos com Rocha Loures?”. Na sequência, conforme aponta o depoimento, “demonstrou gestualmente ao presidente uma sinalização de dinheiro com os dedos; que o presidente Michel Temer, também enfaticamente, respondeu dizendo que poderia tratar de tudo com Rocha Loures e que ‘Loures é da minha mais estrita confiança’”.


    Lula recorre


    A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recorreu da decisão judicial que negou a indenização pela apresentação em PowerPoint do procurador Deltan Dallagnol. Lula pede R$ 1 milhão sob a justificativa de “ninguém pode ser acusado daquela forma, por meio de uma coletiva repleta de adjetivações”, segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo. Realizada em setembro de 2016, a apresentação gerou “memes” e piadas na internet.


    Ministro baiano


    O ex-deputado federal Edson Duarte (PV-BA) pode assumir o Ministério do Meio Ambiente, por indicação do atual ministro, José Sarney Filho, de acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. No momento, Duarte é secretário de articulação institucional da pasta. A ideia é que ele se torne o titular do MMA em abril, quando Sarney Filho sairá para se candidatar a uma vaga no Senado. O juazeirense já havia ocupado o cargo interinamente em outubro de 2016. Apesar de a indicação ser bem aceita entre os ruralistas, o setor do agronegócio, no entanto, quer o chefe da Embrapa, Maurício Lopes.


    PP não vai impor apoio


    O líder do PP na Câmara, deputado federal Arthur Lira, negou que tenha conversado com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), sobre articular com o diretório nacional do partido uma migração da sigla para o grupo do democrata. E, em entrevista ao Bahia Notícias, o alagoano assegurou que, nacionalmente, a legenda não vai ter nenhuma interferência no diretório estadual. Com isso, o partido poderá escolher com quem vai marchar nas próximas eleições na Bahia. Na mesma linha, foi o também deputado federal e filho do vice-governador João Leão, Cacá Leão (PP-BA).


    Duas chapas proporcionais


    A base do prefeito ACM Neto pode sair com duas chapas proporcionais - para deputado estadual e federal - na eleição deste ano. A medida pode separar as legendas mais graúdas, como DEM, PSDB e PMDB, das demais, com menos representantes nas casas legislativas. O vereador Joceval Rodrigues (PPS), pré-candidato a deputado federal, apontou que as conversas devem evoluir depois da janela partidária, já que diversos políticos podem mudar de sigla ao longo do mês de março, mas o cenário de divisão está sendo avaliado. “O que eu sei é que deve haver uma chapa com vários partidos maiores e vários partidos medianos. Isso vai se configurar? Vai ter um chapão geral? Tudo isso acho que a partir de agora, agora que passou o Carnaval, vai começar a se discutir”, apontou o vereador em entrevista ao Bahia Notícias na quinta-feira (15).


    Defesa pede validade de delação


    A defesa do executivo da JBS Joesley Batista defendeu no Supremo Tribunal Federal (STF) a legalidade do acordo de colaboração premiada fechado com o Ministério Público Federal (MPF) em maio do ano passado. Joesley responde aos pedidos da Procuradoria-Geral da República (PGR), sob gestão de Raquel Dodge, que quer a rescisão do acordo. Para a procuradora-geral, Joesley e Ricardo Saud omitiram fatos e descumpriram cláusulas do acerto com o MPF. “Não é hora para arrependimentos. O pedido de rescisão não passa disso. Não há razão alguma para a ruptura!”, afirma o advogado André Luís Callegari, na manifestação de Joesley enviada ao ministro Edson Fachin na quarta-feira (14). 



  • 16/02/2018


    19.02.2018 18h15m
    Recomendar

    Sobe - A torcida do Flu de Feira ao aclamar com palmas os atletas, que apesar de dominarem o Náutico perderam o jogo.


    Desce - Os condutores de veículos flagrados durante a Operação de Carnaval pelos bafômetros.


    Moção de pesar


    Através de moção de pesar a ser apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Carlos Geilson lamentou a morte do ex-prefeito de São Gonçalo dos Campos, Clovis Borja. Médico por formação, ele faleceu na manhã da quarta-feira (14). “Perdemos um homem de conduta ilibada e grande competência nas atividades que desenvolvia. Peço a Deus que conforte os corações dos familiares e demais amigos do doutor Clovis Borja”, pontua o deputado. Nascido em 19 de abril de 1947, Clovis Borja foi prefeito de São Gonçalo dos Campos por 4 anos. Ele foi eleito pelo Partido Liberal (PL) em 1996 e cumpriu mandato de 1997 a 2000.


    Tse vai julgar


    Um recurso especial foi movido pela Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) para garantir as medidas de busca e apreensão executadas em uma operação que envolve o deputado estadual Marcelo Nilo, por crime eleitoral. A operação foi deflagrada em setembro do ano passado para investigar crime eleitoral de falsidade ideológica, através da prática de “caixa 2”. Os mandados de busca e apreensão foram autorizados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Em dezembro, os atos foram anulados pelo mesmo tribunal. A Procuradoria afirma que, quando o TER autorizou as medidas, foi levado em consideração elementos colhidos em quase dois anos de investigações, que apuravam a prática do delito de falsidade ideológica eleitoral, caracterizado pelo uso do chamado “caixa 2”.


    Em busca de apoio


    O prefeito ACM Neto se reuniu na quarta-feira (14), em Salvador, com o líder do PP na Câmara dos Deputados, Arthur Lira (AL) para tratar sobre o apoio do partido a sua possível candidatura ao governo do Estado. Segundo informações da coluna Satélite, do jornal Correio, Lira informou que veio a Salvador para curtir o Carnaval, ciceroneado pelo deputado federal Paulo Azi (DEM-BA), e que teria aproveitado a coletiva promovida pela prefeitura para dar um abraço em Neto. O parlamentar encabeça a negociação da aliança entre os dois partidos e o objetivo é saber se a tendência de Neto é entrar na disputa ou declinar. Durante o encontro, Neto afirmou que ainda não sabe se entrará na disputa e que sua principal dúvida na caminhada eleitoral seria romper ou não com o PMDB.


    Negociações


    Após se aproximar do PSD, o prefeito João Doria (PSDB-SP) investe agora no apoio do DEM para uma eventual candidatura pelo PSDB ao governo de São Paulo. A negociação partidária, que envolve o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), ocorre à revelia do governador Geraldo Alckmin e no momento em que uma ala tucana tenta adiar as prévias paulistas da legenda para maio. Com o adiamento das prévias, o prefeito seria forçado a deixar o cargo para entrar na disputa interna. Pela legislação, os políticos que forem concorrer nas eleições deste ano devem renunciar até o dia 7 abril.


    Perícia aponta fraude


    Uma perícia contratada pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atesta que a Odebrecht apresentou documentos fraudados como se fossem provas de repasses de propinas a políticos registrados no sistema de contabilidade paralela da empresa, o Drousys. O especialista, que também confirmou a validade dos recibos apresentados por Lula como prova de que ele pagou o aluguel do local, analisou papéis anexados pelo Ministério Público Federal (MPF) na acusação. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S.Paulo, ele afirma que alguns extratos têm marcas de montagem ou enxerto.


    Prefeito é encontrado morto


    O prefeito de Itapitanga, no sul baiano, Dernival Dias Ferreira (PSB), foi encontrado morto, no fim da madrugada da quinta-feira (15). Segundo informações preliminares, Dernival foi encontrado, por volta das 5h, com marcas de tiro. A suspeita é que o gestor tenha atirado contra si mesmo. O fato ocorreu na residência do prefeito, situada na Rua da Embasa. Uma perícia deve apontar as causas da morte. O corpo do prefeito foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, na mesma região. Dernival Ferreira estava no terceiro mandato como prefeito. Não há ainda informações sobre sepultamento. 



  • 15/02/2018


    19.02.2018 18h08m
    Recomendar

    Sobe - O Carnaval da Bahia em Salvador e mais 33 cidades do interior, que não registraram homicídios nos circuitos das festas.


    Desce - A situação do Ministério do Trabalho e Emprego que prossegue sem solução.


    Empresários pressionam deputados


    Em um encontro com o presidente Michel Temer (PMDB), na semana passada, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, se comprometeu a ajudar na aprovação da reforma da Previdência. Ele promete mobilizar representantes do setor empresarial para convencerem os deputados indecisos a votarem com o governo. A votação está prevista para acontecer na próxima semana e o governo precisa de 308 votos. Segundo informações do blog Painel, da Folha de São Paulo, associações empresariais ligadas à indústria e ao agronegócio escolheram cerca de 120 parlamentares para pressionar, enchendo-os de mensagens telefônicas.


    “Aqui temos polícia”


    O secretário de Segurança Pública (SSP-BA), Maurício Barbosa, saiu em defesa da Polícia Militar ao comentar as críticas aos excessos que teriam sido cometidos pela corporação durante o Carnaval deste ano. Segundo ele, as pessoas precisam, primeiro, respeitar as polícias que atuam no estado, mas a atuação das forças de segurança é proporcional à agressão e ao crime cometido. Isso, no entanto, não quer dizer que excessos não serão investigados. “A lei nasceu para ser aplicada. O que a gente não apoia é desacato à polícia, desrespeito, falta de reconhecimento que o artista tem para com a Polícia Militar e a Polícia Civil”, disse.


    Governo busca mediação


    O governo pretende resolver em até dois meses um imbróglio com a Petrobras para fazer um megaleilão de pelo menos 76 bilhões ainda neste ano e já consultou a Advocacia-Geral da União sobre uma possível arbitragem. De acordo com a Folha de S. Paulo, com a disputa entre os interessados, o negócio poderia render mais de R$ 90 bilhões. Embora exista disposição para um acerto entre as partes, o governo tende a resolver o assunto como uma questão de Estado. Do outro lado, a Petrobras não fechará acordo caso enfrente resistência dos acionistas, que avaliam a questão e podem emperrar o negócio.


    Processo por injúria


    O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma queixa-crime contra o parlamentar Jean Wyllys (PSOL-RJ), por calúnia e injúria. O pedido é baseado em uma entrevista de Wyllys ao jornal “O Povo”, realizada em agosto de 2017, em que o parlamentar utiliza termos como “fascista”, “racista”, “burro”, “corrupto”, “ignorante”, “desqualificado” e “canalha”, entre outros. Para o advogado de Bolsonaro, Gustavo Bebianno Rocha, apesar do nome do deputado não ter sido citado diretamente, Wyllys deixou claro que se referia a ele por mencionar seu antigo partido, o PP, e por destacar que muitas pessoas o chamam de “mito”.


    Empréstimo bilionário


    Com dificuldades para pagar suas dívidas neste ano, a Odebrecht S.A negocia um novo empréstimo com os bancos credores. As instituições financeiras só estão dispostas a oferecer R$ 1 bilhão, conforme dois banqueiros envolvidos nas conversas, mas a empresa pressiona por até R$ 3,5 bilhões. Os bancos querem evitar um default da Odebrecht, mas não aceitam pagar toda a conta e insistem que a companhia também faça uma reestruturação completa de suas dívidas com os detentores de bônus no exterior. A Odebrecht resiste a essa exigência.


    Presidente reúne ministros


    O presidente Michel Temer estava no Palácio da Alvorada, no final da manhã da quarta-feira (14), reunido com alguns auxiliares, para discutir a situação dos venezuelanos refugiados no Brasil e outras ações de segurança. Estavam presentes no encontro os ministros Torquato Jardim (Justiça), Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Na segunda-feira (12) Temer esteve em Boa Vista (RR) para traçar ações de apoio ao Estado, que sofre com a chegada de refugiados do país vizinho. O governo estuda editar uma medida provisória ou outro instrumento para formalizar ajuda a Roraima. 



  • 14/02/2018


    14.02.2018 09h24m
    Recomendar

    Sobe - Carnaval de Salvador, robustecido com apoio da Prefeitura e Governo do Estado.


    Desce - A libertinagem em espaço público, no Carnaval de Salvador.


    Prestígio


    O prefeito José Ronaldo tem acompanhado o prefeito de Salvador ACM Neto durante o Carnaval de Salvador. Ontem, às 16h, formava mesa para coletiva no camarote da prefeitura de Salvador, sobre o Carnaval acompanhando o próprio ACM Neto ao lado de outros expoentes da oposição. Dória Junior, prefeito de São Paulo e Rodrigo Maia, presidente da Câmara.


    Micareta


    Fora investimento em segurança pública para a Micareta de Feira, o Governo do Estado não investiu um centavo na contratação de atrações de peso, até Gerônimo que foi anunciado por R$ 30 mil não veio. Para fazer justiça, o Governo fez um pequeno investimento no Programa Ouro Negro, para blocos afros e afoxés.


    Críticas


    O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, publicou nota lamentando as declarações do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, sobre um possível arquivamento do inquérito que investiga o presidente Michel Temer. De acordo com ele, decisões desse tipo são atribuições “exclusivas” da Procuradoria-Geral da República, e o trabalho policial deve continuar sendo “técnico e independente”.


    Explicações


    Após a intimação, o diretor-geral negou que tenha antecipado informação sobre arquivamento do inquérito contra Temer durante entrevista concedida ontem à imprensa e disse que vai se explicar diretamente a Barroso na próxima quarta-feira (14). Na entrevista, o delegado disse que os indícios contra Temer “são muito frágeis” e sugere que o inquérito “pode até concluir que não houve crime”.


    Assinou


    O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), informou que o presidente Michel Temer assinou projeto de lei que garante a abertura do Orçamento para liberação de auxílio de R$ 2 bilhões para as prefeituras. Depois de se reunir com Temer, na sexta-feira, o senador comunicou pelas redes sociais que vai pautar a votação do projeto para o dia 20 de fevereiro, em sessão do Congresso Nacional.


    Ordenou


    O presidente Michel Temer determinou à área técnica do governo a realização de um estudo sobre a viabilidade de redução do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda. Ainda não há decisão a respeito do tema. As informações são da assessoria de imprensa da Presidência da República.


    Tema


    O tema foi tratado entre o presidente e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, hoje (9). Ao sair do ministério para a reunião com o presidente, no Palácio do Planalto, o ministro afirmou que, até agora, a única coisa concreta é a preocupação do governo sobre o assunto Temer afirmou que governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para os mais pobres, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grande”, disse.


    Desconfiança


    O governo também tem olhado com desconfiança para os aumentos da gasolina nos postos. Temer também disse considerar uma “agressão ao consumidor” o fato de que as reduções de preços da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias não são repassadas às bombas. Segundo o presidente, o governo não vai permitir esse comportamento foi determinado que a Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fiscalizem os postos. 



  • 10/02/2018


    14.02.2018 09h21m
    Recomendar

    Sobe - Carnaval de Salvador que conta com o apoio do Estado e da Prefeitura.


    Desce - Governo do Estado que no ano passado não fez a Micareta Sem Cordas, em Feira de Santana.


    Por enquanto


    O presidente Michel Temer (MDB), mais uma vez, evitou ser direto ao responder à pergunta, em entrevista à Rádio Guaíba, sobre se será ou não candidato à Presidência, já que está empenhado na aprovação da reforma da Previdência e na divulgação dos “avanços” de seu governo. Temer foi cauteloso em usar duas vezes expressões dizendo que, não é candidato, “no momento” e “por enquanto”, sugerindo que a hipótese não está descartada.


    Resposta


    “No momento, eu sou candidato a passar para a história como alguém que pegou o País em uma recessão profunda. Estamos saindo da recessão e nos últimos seis meses, apesar dos embates todos, estamos conseguindo fazer as reformas necessárias para o País, para fazer o País crescer. Não só crescer agora, mas continuar crescendo”, respondeu o presidente ao ser questionado se os ganhos obtidos em seu governo não o habilitaria a disputar a reeleição. Mais adiante, depois de fazer as considerações sobre o que fez em sua administração, o presidente emendou: “Minha candidatura, por enquanto, é essa”.


    Ministra


    A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia afirmou ontem (9), que o cidadão brasileiro “está cansado de tanta ineficiência”, e que essa ineficiência inclui o Poder Judiciário. “Por mais que tentemos - e estamos tentando, com certeza -, temos um débito enorme com a sociedade”, disse a ministra, ao participar da inauguração do novo presídio de Formosa, cidade localizada no entorno do Distrito Federal, a 80 quilômetros de Brasília.


    CNJ


    Com a hashtag #carnavalmaisjusto, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou hoje (9), a campanha Semana de Carnaval, que vai até a Quarta-feira de Cinzas (14). É uma campanha nas redes sociais para conscientizar a população sobre diversos direitos e deveres, como o consumo de álcool antes de dirigir, o assédio sexual, os cuidados com as crianças, a doação de sangue, a importância do uso da camisinha e a proibição de urinar em espaços públicos. Durante o carnaval, a cada dia será abordado um tema com links para leis, penalidades e locais para denúncia. Ontem (9), foi abordada a proibição da ingestão de álcool antes de dirigir. O CNJ lembra que dirigir sob a influência de álcool é infração gravíssima prevista nos artigos 165 e 276 do Código de Trânsito Brasileiro.


    Conversas


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, iniciou conversas no governo sobre o preço do gás de cozinha. Meirelles falou com jornalistas ao deixar o Ministério da Fazenda para ir ao Palácio do Planalto, onde terá reunião com o presidente Michel Temer para tratar da reforma da Previdência. Perguntado se a redução do preço do gás envolveria algum tipo de subsídio, Meirelles afirmou que ainda não tem nenhuma decisão a esse respeito. “O que existe é uma preocupação com a variação grande do preço do gás de cozinha”, disse.


    Medidas


    O presidente Michel Temer afirmou que o governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres, porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grande”, disse.


    Agressão


    O presidente considera uma “agressão ao consumidor” o fato de que as reduções de preços da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias não são repassadas às bombas. Segundo ele, o governo não vai permitir esse comportamento e foi determinado que a Polícia Federal (PF) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fiscalizem os postos.


    Comentário


    Presidente nacional do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin disse que não se sente “sabotado” por Fernando Henrique Cardoso pelo fato de o ex-presidente elogiar e se encontrar com o apresentador Luciano Huck, apontado como possível candidato à Presidência da República neste ano. “Vivemos momentos na política de incivilidade. Política é arte, ciência ao encontro do bem comum. Não é guerra, não é mata-mata. Luciano Huck é uma excelente liderança, jovem, amigo do presidente Fernando Henrique já há alguns anos e inclusive já me ajudou, fez campanha comigo na Zona Leste quando eu fui candidato a prefeito de São Paulo em 2000. Então, gestos de estímulo são muito positivos. Eu também estimulo as novas gerações, as novas lideranças que participem da vida pública”, afirmou Alckmin. 



  • 09/02/2018


    09.02.2018 11h15m
    Recomendar

    Sobe - O Clériston Andrade pelo adiantado das obras de ampliação do setor de emergência.


    Desce - O secretário estadual de Saúde Fábio Vilas Boas por estar desinformado sobre os investimentos do município de Feira, no setor de saúde.


    Ponto facultativo


    Considerando o feriado nacional das festividades do Carnaval, na terça-feira (13), a Câmara Municipal de Feira de Santana, através da Portaria nº 240/2018, estabeleceu ponto facultativo nos dias 12 (segunda-feira) e14 (quarta-feira) de fevereiro. As atividades do Legislativo feirense serão retomadas no próximo dia 15 de fevereiro (quinta-feira).


    Wagner seria plano B


    Possível aliado do PT no Ceará, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), disse na quinta-feira (8), que o único plano B dos petistas, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não seja candidato, é o ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT-BA). Na opinião de Eunício, o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad “não agrega”. “PT só tem um nome. Haddad não agrega. Pode ser intelectual, mas não agrega”, disse em conversa com jornalistas na residência oficial do Senado. Eunício Oliveira disse também que, caso Lula consiga ser candidato, ele considera votar no petista.


    Benito nega novo nome


    O vice-líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal Benito Gama (PTB-BA), assegurou na quinta-feira (8), que o= partido não tem intenção de indicar outro nome para o Ministério do Trabalho, no lugar da deputada federal Cristiane Brasil (RJ). A parlamentar foi nomeada pelo presidente Michel Temer, no dia 4 de janeiro, mas até o momento não assumiu o cargo, porque teve a posse barrada pela Justiça. A decisão mais recente a impedir Cristiane foi da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quinta, a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, informou que o líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, vai indicar outro nome ao governo após o Carnaval. No entanto, segundo Benito, a última definição da bancada, de manter Cristiane, será mantida.


    Deputado preso no exterior


    Após a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manter o cumprimento da pena a partir de decisão em segunda instância, o deputado federal João Rodrigues (PSD-SC) foi preso na manhã de quinta-feira (8), quando desembarcava no aeroporto de Guarulhos, após uma viagem aos Estados Unidos. Rodrigues foi condenado a cinco anos e três meses de reclusão em regime semiaberto pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) por fraude e dispensa de licitação. Segundo o G1, o deputado federal foi condenado por fatos ocorridos em 1999, quando ele exerceu por 30 dias o cargo de prefeito interino de Pinhalzinho (SC) - porém foi julgado peloTRF-4, em Porto Alegre, em 2009, por ser prefeito de Chapecó (SC) e ter prerrogativa de foro.


    Governo ainda não tem votos


    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na noite da quarta-feira (7), que o governo continua a não ter os 308novos necessários para a aprovação da reforma da Previdência. A contagem indica que há pouco mais de 250 parlamentares dispostos a aprovara medida, disse ele após fazer apresentação em evento fechado do BTG Pactual. “Hoje infelizmente ainda não temos os 308 votos”, declarou Maia, destacando que a estratégia vai ser construir a maioria na Câmara para conseguir chegar ao número necessário. “Uma votação sinalizando que vai perder, há a chance de ter 100 votos ou nem ter quórum”, afirmou ao ser perguntado se o governo vai insistir com a votação da reforma.


    Não acredita em candidaturas


    O presidente da Câmara e provável futuro candidato à Presidência da República, Rodrigo Maia (DEM), afirmou na quarta-feira (7), que as chances de o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vencer as eleições presidenciais são poucas. De acordo com ele, o motivo é a rejeição dos eleitores ao PSDB. A declaração foi dada durante evento realizado pelo banco BTG Pactual, em São Paulo. Segundo a coluna Radar, da revista Veja, Maia também não deu muito crédito para o ministro da Fazenda Henrique Meirelles (PSD), que também deve ser candidato ao Planalto. Para ele, a rejeição ao governo Temer deve derrubar suas intenções de voto.


    ACM na presidência


    O presidente do DEM na Bahia, deputado federal José Carlos Aleluia, confirmou na quarta-feira (7), que o prefeito de Salvador, ACM Neto, deve ser sagrado presidente nacional da sigla na convenção do partido, no próximo dia 8 de março. Ainda segundo ele, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), também vai se lançar pré-candidato à Presidência da República no mesmo evento. Em entrevista ao Bahia Notícias, Aleluia declarou que o nome de Neto para comandar a legenda nacionalmente já está se tornando consenso na Executiva nacional. “Os companheiros do partido estão pedindo isso. E Neto será uma boa opção. Acho que ele vai ser eleito sem disputa, como um consenso”, declarou o parlamentar.



  • 08/02/2018


    08.02.2018 16h14m
    Recomendar

    Sobe - O Governo do Estado, que confirmou mais de R$ 1 milhão em investimentos na área de saúde para o Carnaval.


    Desce - Câmara dos Deputados, que não conseguiu quórum nas duas primeiras sessões do ano para votar projetos de interesse público.


    Colbert vai à Boston


    Foi aprovado, mediante sessão extraordinária e por unanimidade dos presentes, o Projeto de Decreto Legislativo de nº 01/2018, de autoria da Mesa Diretiva, que concede licença ao vice-prefeito municipal de Feira de Santana, Colbert Martins da Silva Filho, para viagem ao exterior. De acordo com o Decreto Legislativo, fica concedida, na forma da Lei Orgânica do Município, licença ao Excelentíssimo Senhor vice-prefeito municipal Colbert Martins da Silva Filho, no período de 07 a 18 fevereiro, para viagem ao exterior, à cidade de Boston, Estado de Maassachusetts - Estados Unidos na forma especificada no ofício nº 30/2018, datado de 07 de fevereiro de 2018.


    Não vai pedir desculpas


    Alberto Nery (PT) lamentou a declaração da presidente da Associação dos Agentes de Endemias, Isabel Cristina Fernandes, ao Jornal Folha do Estado, afirmando que o edil mentiu ao dizer que houve reunião entre os vereadores para decidir sobre o adiamento da votação do Projeto de Lei 02/2018 e afirmou que não vai pedir desculpas. “Afirmei ontem que a votação foi adiada após decisão dos vereadores em reunião interna. Lamentável a presidente do Sindicato da categoria afirmar que eu estava mentindo. Reitero a minha afirmação de que o grupo de vereadores apresentou as razões que justificavam o adiantamento da votação”, declarou.

     

    Reunião com comerciantes


    Luiz da Feira (PPL) informou que esteve reunido, na noite de terça-feira (06), com representantes da Associação dos Vendedores Ambulantes de Feira de Santana e do Banco do Nordeste para discutir a reformulação do estatuto dos ambulantes e a concessão de crédito. “Tratamos da troca do telhado do Feiraguai, que tem agradado aos comerciantes que atuam no local, e vamos conversar com o secretário Antônio Carlos Borges Junior sobre o início da segunda etapa desta obra”, pontuou. O edil afirmou que realizou visita à obra de construção do Shopping Popular e voltou a afirmar que irá discutir com o governo municipal sobre os valores que serão cobrados aos comerciantes para exploração do espaço e a necessidade de viabilização de carência para pagamento dos valores.


    Convocação


    João Bililiu (PPS) convocou às lactantes de Feira de Santana e região a fazerem doação de leite materno ao Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher. De acordo com o edil, a unidade encontra-se com baixo estoque para atender a grande demanda de recém nascidos que necessitam ser alimentados. “Doar leite é salvar vidas, é um ato de solidariedade. A diretora do Hospital da Mulher, Gilbert Lucas, está fazendo um apelo para que as mães lactantes possam doar o leite materno. Peço que essas mães entrem em contato com a unidade e façam esse ato de solidariedade”, concluiu.


    Críticas ao governo


    Zé Filé (PROS) teceu críticas ao trânsito e à limpeza de Feira de Santana. “Na manhã de hoje, vejo os colegas se preocupando com São Gonçalo como se Feira estivesse um ‘mar de rosas’. Ontem, às 17 horas, fiquei aqui no centro da cidade observando o trânsito e percebi o engarrafamento que se forma na Avenida Senhor dos Passos e adjacências. E ainda temos que ouvir o superintendente de Trânsito dizer que o trânsito está melhor, que agora é trânsito livre. Está é piorando”, disse Zé Filé.


    Cobrou investimentos


    Neinha Bastos (PTB) voltou a criticar a saúde de Feira de Santana e cobra do Governo do Estado mais investimentos. “O descaso do Governo do Estado em relação à saúde de Feira de Santana parece que está cada dia pior. Ontem presenciei o terror que vivem as policlínicas. Precisamos estar blindados por Deus para não dependermos desta Central de Regulação que não manda em nada. É preciso entender que paciente de AVC e trauma não é paciente de policlínica. Nosso povo está morrendo por falta de atendimento e procedimento médico adequado. Se vocês quiserem ter noção da gravidade do que estou falando basta visitarem as policlínicas”, desabafou Neinha.  



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia