Classivendas
Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 09/02/2017


    09.02.2017 17h54m
    Recomendar

    Sobe - Justiça Federal de Brasília que suspendeu a nomeação de Moreira Franco para cargo de ministro


    Desce - ViaBahia por ter sido obrigada pela Justiça a cumprir obrigações legais na BR-324 previstas no edital de concessão


    Auditoria


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel, prometeu ontem (8), tomar uma série de medidas para reduzir os custos do Legislativo. Uma das propostas será identificar quais funcionários foram contratados e quais estão efetivamente trabalhando. "Não quero ser leviano nem acusar a gestão anterior, mas isso é de praxe. Evidentemente, estamos com uma auditoria independente interna para levantar se existe mais algo que precise ser enxugado. O meu compromisso é chegar ao final deste ano com superávit de caixa, não pedir suplementação ao governo e, se possível for, devolver recursos ao Executivo. E que essa devolução se reverta em obras indicadas pelos parlamentares e suas bases políticas", explicou.

     

    Novo ministro


    O presidente Michel Temer iniciou, reservadamente, as consultas para definir o substituto do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado por ele para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. Até agora, o nome mais cotado para ocupar a pasta é o do advogado criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira. No Congresso, as bancadas do PMDB na Câmara e no Senado já avisaram ao presidente que não aceitarão um nome do PSDB na Justiça. Nos bastidores, os peemedebistas dizem que os tucanos estão muito bem contemplados com cinco ministérios e um nome indicado para o Supremo. Moraes era filiado ao PSDB, mas se desligou ontem do partido. "Será uma escolha pessoal. O ministro da Justiça é muito importante. Vamos escolher de forma pessoal", disse Temer na terça (7).

     

    Wagner


    Contemplado com a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), após perder o comando da Casa na eleição deste ano, o deputado Marcelo Nilo não deve ganhar uma secretaria. A especulação foi negada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, em entrevista ao radialista Mário Kértesz, na rádio Metrópole. "Não estou não [articulando uma secretaria para Nilo]. O governador Rui Costa tinha convidado Marcelo Nilo no começo do governo de 2015 para ser um secretário", explica Wagner, citando que um dos objetivos era interromper a gestão de Nilo à frente da AL-BA, que já se estendia por 8 anos. "Marcelo Nilo preferiu continuar à frente da Assembleia e agora decidiu não concorrer, quando achou que era arriscado. Acho que não cabe", disse Wagner.

     

    Policiais


    A fim de contribuir para reduzir os índices de violência do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), anunciou que pretende mandar os policiais de recesso, em serviço na AL-BA, de volta para o comando da Polícia Militar. "Eu vou devolver, a qualquer momento, policiais ao comando geral, principalmente policiais que estão na Casa trabalhando na parte administrativa", afirma o deputado estadual durante a primeira reunião do Colégio de Líderes.

     

    Fechando o cerco


    O Ministério Público da Bahia (MP-BA) vai fiscalizar a venda de bebidas alcoólicas a crianças durante o carnaval e a incidência de trabalho infantil nos circuitos da folia. O Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca) orientou aos promotores de Justiça que atuam na área da infância e juventude a expedirem recomendações tratando da proibição do fornecimento ou venda de bebidas alcoólicas para o público infantojuvenil e do combate ao trabalho infantil. O centro também orientou aos promotores de Justiça de todo o estado que fortaleçam a articulação da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, realizando ações integradas com visitação a estabelecimentos e ao circuito da festa.

     

    Chapa definida


    O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, deixou claro ontem (8), em entrevista ao radialista Mário Kertész, na rádio Metrópole, que as cartas de 2018 já estão colocadas, com ele disputando o Senado na chapa majoritária. "É um direito de Rui ir para reeleição, ele está bem avaliado, e acho que devemos manter a chapa Rui e Leão. Estou colocado para a vaga do Senado, temos outra vaga", afirmou, sem descartar a possibilidade de o segundo nome ser a senadora Lídice da Mata (PSB). Questionado sobre a permanência do senador Otto Alencar (PSD), que é apontado como o fiel da balança na próxima eleição, Wagner aposta na continuidade da aliança.

     

    Reforma da previdência


    O andamento da reforma da Previdência não será tão fácil como previsto pelo presidente Michel Temer. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, enquanto o governo quer que o relatório final seja apresentado na comissão especial até março, a Câmara avisa que o documento não deve ficar pronto até abril. O mercado vê a data como limite para que a aprovação final do texto no Congresso aconteça ainda no primeiro semestre, o que é considerado essencial para as agendas política e econômica da atual gestão.

     

    Escolhida


    A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) foi escolhida pelo PCdoB, ontem (8), para liderar a bancada da legenda na Câmara dos Deputados. Alice substitui o também baiano Daniel Almeida e foi escolhida por unanimidade pelos 13 parlamentares que compõem a bancada _ a comunista teve ainda o aval da direção nacional da sigla. "Completo esse ano 39 anos de militância no nosso partido, e esse é um momento de grande responsabilidade para mim, ao assumir esse espaço de protagonismo no PCdoB e por suceder Daniel Almeida, que é um grande deputado federal", sugeriu a nova líder. Alice ainda agradeceu ao partido e aos colegas parlamentares pela confiança, e também elogiou a "condução equilibrada" feita por Daniel na última sessão legislativa, do tumultuado ano de 2016.



  • 08/02/2017


    08.02.2017 08h44m
    Recomendar

    Sobe - Projeto Arte de Viver que há 17 anos vem fomentando e disseminando a cultura no município


    Desce - Empresas que prestam serviço ao Estado e que não mantém regularidade no pagamento de salários aos funcionários


    Exonerações na ALBA


    A mudança no comando da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), que encerra a gestão de uma década do deputado Marcelo Nilo (PSL), passando para o controle de Ângelo Coronel, gerou mudanças na estrutura de funções e cargos na Casa. Na edição desta terça-feira (7), do Diário Oficial da AL-BA, foi publicada a exoneração e dispensa de 147 pessoas, sendo 56 ocupantes do cargo de secretário parlamentar em gabinetes, nas vice-presidências e comissões. O montante também é composto pela dispensa de funcionários que atuavam em funções comissionadas e gratificadas, e que agora retornarão a seus órgãos de origem.


    Informação pode ter vazado


    O empresário Eike Batista comprou sua passagem para Nova York, no dia que embarcou para a cidade americana, em 24 de janeiro, dois dias antes da Polícia Federal tentar cumprir seu mandado de prisão. O Ministério Público Federal acredita que houve intenção de fuga e investiga se houve vazamento de informações da Operação Eficiência. No último dia 26 deveria ser cumprido mandado de prisão preventiva expedido contra Eike, pelo juiz Marcelo Bretas. O empresário foi preso quando voltou dos Estados Unidos, no último dia 30.


    PMDB será compensado


    O Palácio do Planalto deverá conceder a liderança do governo na Câmara ao PMDB a fim de tentar aplacar as queixas da bancada. O partido do presidente Michel Temer está insatisfeito com a perda de espaço na Esplanada dos Ministérios após o PSDB ter assumido, com o deputado Antonio Imbassahy (BA), a Secretaria de Governo na semana passada. A intenção é evitar que as reclamações do PMDB, a maior bancada da Câmara com 64 deputados, cresçam e possam prejudicar o governo justamente no momento em que Temer deslancha sua agenda de votações das reformas na Casa, em especial a da Previdência.


    Médica poderá ser processada


    Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avaliam processar a médica que divulgou os exames de Marisa Letícia e aqueles que fizeram piadas em grupos de WhatsApp sobre o estado de saúde dela. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a equipe acredita que a situação abre espaço para um pedido de indenização por danos morais. Só é preciso consultar Lula e que ele concorde com a ideia. De qualquer forma, os advogados já decidiram se habilitar no processo do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, para acompanhar os depoimentos dos médicos à instituição de classe.


    Pelo "Velho Chico"


    O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou que não vai votar favoravelmente a nenhum projeto do governo Michel Temer no Senado, enquanto o presidente não negociar com ele a liberação de recursos e ações para a revitalização do Rio São Francisco. "Tenho ajudado o governo no que pude, mas o governo não tomou nenhuma posição pragmática quanto a este assunto [revitalização do Rio São Francisco]. Não devo votar nada do governo enquanto não conversar isso", afirmou.


    Projeto vetado


    O governador Rui Costa vetou integralmente o projeto que proibia a cobrança de "consumação mínima" em bares, boates e congêneres no estado da Bahia. O texto foi elaborado pelo deputado estadual Euclides Fernandes (PSL) e aprovado por unanimidade no dia 15 de dezembro. Na justificativa, Fernandes dizia que as pessoas se veem obrigadas a beber além da conta para justificar a despesa previamente cobrada, o que aumenta consideravelmente o número de pessoas dirigindo à noite em estado de embriaguez e causando acidentes de trânsito.


    Comissão de Finanças


    Uma das mais destacadas comissões da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) já teve composição definida: a de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle. O ex-presidente da Casa, Marcelo Nilo (PSL), como já previsto após acordo entre os líderes do governo, Zé Neto (PT), e da oposição, Leur Lomanto Jr. (PMDB), preside o colegiado. A lista de integrantes foi publicada no Diário Oficial da Assembleia nesta terça-feira (7). Além de Nilo, também vão compor o colegiado os deputados Zé Raimundo (PT), Nelson Leal (PSL), Paulo Rangel (PT), Raimundo Bobô (PCdoB), e por indicação do bloco de oposição, também participam Hildécio Meireles (PMDB), Sidelvan Nóbrega (PRB) e Luciano Ribeiro (DEM).


    Deputada condenada


    A Justiça determinou a suspensão dos direitos políticos por cinco anos da deputada estadual Luiza Maia (PT) por improbidade administrativa cometida em 2008, quando a parlamentar era presidente da Câmara Municipal de Camaçari. Segundo a decisão do juiz César Augusto Borges de Andrade, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Camaçari, o eventual afastamento de suas funções, contudo, só acontecerá caso se esgotem todos os recursos da ré. A ação foi apresentada pelo Ministério Público do Estado (MP-BA), que acusa Maia de ter contratado irregularmente Adriana Cirilo Sobreira. 



  • 07/02/2017


    08.02.2017 08h42m
    Recomendar

    Sobe - A Bahia por ser o primeiro Estado a ter o laboratório público a produzir e distribuir testes rápidos para detecção de Dengue.


    Desce - Falta de diálogo envolvendo direção e médicos que está prejudicando atendimento no Hospital Estadual da Criança.


    Rebateu


    Em cerimônia que deu início ao ano letivo da rede de ensino de Salvador, na Escola Municipal de Fazenda Coutos, na manhã de ontem (6), o prefeito ACM Neto rebateu as críticas do governador Rui Costa (PT) de que Salvador estava em último lugar no ranking da educação infantil assinalando que “o governo do PT não construiu uma sala de aula em Salvador, “pelo contrário, fechou escolas. Nós já reformamos ou reconstruímos mais de 200 escolas. Convido qualquer um para vir conhecer a Escola Municipal de Fazenda Coutos”, disse.


    Pediu pressa


    O presidente da República, Michel Temer (PMDB), pediu pressa para que o Supremo Tribunal Federal retire o sigilo das delações premiadas da empreiteira baiana Odebrecht. Após a morte do ex-relator e ministro Teori Zavaski, a presidente de Corte, Cármen Lúcia, homologou as colaborações determinando o sigilo dos documentos. Agora, o caso está com o ministro Edson Fachin, novo relator da Operação Lava-Jato no Supremo. “Seria melhor para todos que as delações fossem logo divulgadas, e de uma vez”, disse Temer, conforme publicação do colunista Ricardo Noblat, do jornal O Globo.


    Vai ter que explicar


    O Supremo Tribunal Federal (STF) deu 20 dias para que o deputado federal Romário Faria (PSB-RJ) se explique na investigação de que ele teria destruído áreas de preservação ambiental ao construir um campo de futebol e um píer na casa onde vive, em Brasília. De acordo com O Estado de S. Paulo, a notificação foi autorizada pelo ministro Teori Zavascki, morto no dia 19 de janeiro. A decisão partiu de um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


    Depoimento


    A ex-presidenta Dilma Rousseff deve prestar depoimento, no dia 24 de março, na ação penal que investiga o ex-ministro Antônio Palocci, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e mais 13 pessoas. A petista foi arrolada como testemunha de defesa de Marcelo Odebrecht. O depoimento será às 14h por videoconferência com Porto Alegre.


    Mais exonerações


    O novo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), exonerou mais sete funcionário da gestão Marcelo Nilo (PSL). De acordo com o diário da Casa, os servidores estavam lotados na Presidência, Fundação Paulo Jackson e Superintendência de Administração. O maior salário entre os exonerados era de R$ 3.992,48 e o menor era de R$ 2.159,69. Com as demissões, a assembleia terá uma economia temporária de R$ 22.286,66. A tendência, no entanto, é que o novo presidente ocupe os espaços com seus próprios indicados.


    Lava Jato


    A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e A Receita Federal vão cobrar cerca de R$ 3 bilhões de pessoas e empresas investigadas pela Lava Jato. O valor é referente ao Imposto de Renda sobre o patrimônio construído com dinheiro de corrupção na Petrobras. Só na primeira etapa estão sendo cobrados judicialmente 12 alvos da operação. Entre eles o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco e sua mulher, Luciana Adriana Franco. Ambos terão de pagar R$ 59,3 milhões.


    Presidente


    A presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargadora Maria do Socorro, reestabeleceu a decisão de primeiro grau, que suspendeu a concorrência pública para contratar a empresa ou instituição especializada para elaborar o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de Salvador (PDUI). O pedido foi feito em um agravo por Lenise Silva dos Santos diante da cassação da liminar de primeiro grau, que determinava a suspensão da concorrência pública. No agravo, o autor que há risco de dano grave, de difícil ou impossível reparação na continuidade do processo licitatório e resultará na contratação de “serviços através de critérios subjetivos, em total afronta aos princípios da isonomia, do julgamento objetivo e da competitividade, causando prejuízos ao erário”. O agravante ainda pediu a intimação dos municípios integrantes da região metropolitana - Salvador, Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz. 



  • 04/02/2017


    04.02.2017 11h44m
    Recomendar

    Sobe - O folheiteiro do MAP Jurivaldo Alves da Silva por ter sua obra em selo dos Correios


    Desce - O alto número de presos no Brasil por tráfico de drogas


    Torres volta à Sedur


    Foi publicada no Diário Oficial do Estado de ontem (03), a nomeação de Fernando Torres (PSD) para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano. O deputado licenciado retorna à pasta após ir a Brasília para votar em Rodrigo Maia (DEM) para a presidência. Além de votar em Maia, o pessedista garantiu apoio a Lúcio Vieira Lima (PMDB) para a primeira vice-presidência em um acordo costurado com o senador Otto Alencar (PSD).


    Fechado com Rui


    “Estou colado com o governador”, declarou o novo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado Ângelo Coronel, durante almoço realizado no gabinete do governador Rui Costa, pouco depois da cerimônia de posse, na quinta-feira (2). Reiterando a parceria com o Governo do Estado, o novo presidente ainda afirmou que “com o passar do tempo, vai ser tão que Rui vai dizer que Coronel deveria ter sido presidente antes”, brincou durante almoço descontraído.


    Foro privilegiado


    Temer recriou a Secretaria-Geral da Presidência da República e nomeou Moreira Franco, atual secretário executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), para o cargo. Com isso, Moreira, citado dezenas de vezes em ao menos uma das agora oficiais delações dos executivos da empreiteira Odebrecht na Operação Lava Jato, passa a ter foro privilegiado: só pode ser eventualmente julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele também se livra da Operação Sépsis.


    Hostilizado


    Eram 22h30 desta quinta-feira (2) quando o presidente Michel Temer (PMDB) chegou ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, acompanhado de uma comitiva de pelo menos quinze aliados para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Temer entrou pela porta principal do hospital e foi hostilizado por cerca de dez simpatizantes petistas, que o chamaram, aos gritos, de “assassino” e “golpista”. Ele, porém, sorriu e não respondeu aos ataques.


    Prudência


    O ministro Edson Fachin, sorteado para ser relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quinta-feira (2) que irá cumprir seu dever com “prudência, celeridade, responsabilidade e transparência”. Fachin recebeu o caso, que estava sob o comando de Teori Zavascki. Fachin receberá cerca de 100 processos relacionados à Lava Jato, incluindo as delações de 77 executivos e ex-funcionários da Odebrecht.


    Demitida


    Suspeita de divulgar resultados de exames da ex-primeira-dama Marisa Letícia por meio de WhatsApp, a médica Gabriela Munhoz foi desligada do quadro de funcionários do Hospital Sírio-Libanês. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, uma sindicância foi aberta pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) para apurar se houve violação ao Código de Ética ou participação de médicos em supostas ofensas contra a mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em nota, o hospital ressaltou que repudia a quebra de sigilo do paciente.



  • 02/02/2017


    02.02.2017 11h16m
    Recomendar

    Sobe - A tomada de posição pelos deputados baianos ao rejeitar a eternidade de Nilo na presidência.


    Desce - Os órgãos de segurança por não inibirem a ação de vândalos que roubam e causam desordem na Praça da Cidade Nova.


    Prestígio


    O deputado Carlos Geilson sobe no conceito dentro da Assembleia. Ele que ocupava a 3ª vice-presidência com Marcelo Nilo, pelo seu prestígio pessoal e o aval de ACM Neto, se torna 2º vice-presidente da Casa, que agora será dirigida pelo deputado Coronel. Geilson teve a seu favor o bom trânsito entre os colegas e a assiduidade, que têm sido sua marca de comprometimento com o mandato. Nesse quesito, Geilson é o maior destaque dentre os deputados.


    Reforma da Previdência


    O Palácio do Planalto vai gastar R$ 1,2 milhão em campanhas para promover a Reforma da Previdência nas redes sociais. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo. O planejamento prevê R$ 850 mil para ações na rede social Facebook e R$ 372 mil para o Twitter.


    Privatização da Petrobrás


    O presidente da Petrobras, Pedro Parente, declarou hoje (1º) que a privatização não está na agenda da estatal. Ele disse ainda que não tem previsão para deixar o cargo. As declarações foram feitas em palestra para um público de investidores, durante a Conferência de Investimentos da América Latina 2017, na capital paulista.


    Exonerada para eleição


    A deputada federal Tia Eron (PRB) foi exonerada da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), para retornar à Câmara Federal e votar na eleição da Mesa Diretora nesta quinta-feira (2). A manobra visa reforçar o apoio ao deputado federal baiano e aliado do prefeito ACM Neto (DEM), Lúcio Vieira Lima (PMDB), candidato à vice-presidência da Casa na chapa liderada pelo democrata Rodrigo Maia.


    Medo das rebeliões


    O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, está inquieto na prisão. Ele teme que a onda de rebeliões em presídios chegue ao Paraná, onde está detido, segundo a colunista Mônica Bêrgamo. A publicação afirma ainda que Cunha acredita que ele e os demais presos da Operação Lava Jato que estão no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, como José Dirceu, correm sério risco em caso de motim no presídio.


    Ato de coragem


    O governador Rui Costa (PT) comemorou nas redes sociais a decisão do deputado Marcelo Nilo (PSL) de retirar sua candidatura de reeleição à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), "em nome da unidade política" de sua base no legislativo. "Aproveito esta oportunidade para parabenizar o deputado Marcelo Nilo pelo posicionamento firme e corajoso de renunciar em nome da unidade política. A gestão eficiente do atual presidente merece nosso reconhecimento", afirmou Rui.


    PT ficou de fora


    A chapa completa do deputado Ângelo Coronel (PSD), candidato único à presidência da Assembleia Legislativa (AL-BA) nesta quarta-feira (1º), exclui o Partido dos Trabalhadores de assento na Mesa Diretora. O PT foi a única sigla a não retirar o apoio ao então candidato à reeleição Marcelo Nilo (PSL) antes da renúncia da quinta tentativa de permanecer no cargo. Amparado no regimento interno, o deputado Paulo Rangel (PT) requereu ontem (1º) que seja mantida a proporcionalidade das bancadas na formação da Mesa Diretora da ALBA.



  • 01/02/2017


    01.02.2017 18h41m
    Recomendar

    Sobe - A cidade baiana de Nazaré que não registra um homicídio há 8 meses.


    Desce - A praga do Aedes Aegypti por parecer imbatível.


    A praga do Nilo


    10 pragas assolaram o Império Egípicio durante o império de Ramsés, o que forçou inicialmente a libertação do povo hebreu para o retorno à terra prometida. Mas na Bahia, políticos acreditaram que ainda ficou faltando uma praga. Se naqueles tempos, o que assolou o grande Nilo foram as águas ensanguentadas, hoje, na Bahia, querem secar o "pequeno Nilo" (termo usado para o presidente da Assembleia pelo médico e jornalista Cesar Oliveira). Não é que hoje, os votos de Nilo podem secar e ele perder a eleição para o Deputado Coronel, que tem o título, mas nunca vestiu farda. Será?!! A verdade é que o resultado pode ser a troca de seis por meia dúzia. Mas, pelo menos, é a queda de um imperador.


    Praga


    A possível vitória de Coronel é prognóstico de até ontem, 31, no final da tarde. Vai que Nilo sofre mutações nas relações com os governistas e vence. Aí ele pode ser encarado como a praga do Aedes Aegypti, que é imbatível. Aí me desculpe, Dr. Cesar, o "pequeno Nilo" incorporará o nome glorioso de "O Grande Nilo".


    Preocupação


    Além dos dois candidatos que buscam votos e se preocupam com as traições, preocupação mesmo quem tem o Governador Rui Costa. Com dois candidatos da base, ele ficou numa encruzilhada. O que se comenta é que o grande cuidado que tem o Palácio de Ondina é que Marcelo não perca a eleição com grande diferença. Aí o Rui Costa fica livre da fúria do Nilo. Se isto for possível.


    Geilson


    Carlos Geilson, Deputado feirense, que desde cedo declarou apoio a Marcelo Nilo, assim como outros deputados, mudou o voto depois que ACM Neto se reuniu com a bancada de oposição, da qual é líder, para pedir votos para Coronel, candidato de Otto Alencar. Targino que é oposicionista, mas rebelde no que se refere a lideranças maiores, está mantendo o apoio ao amigo Nilo. Ângelo Almeida, recém chegado à Casa, segue a orientação da líder Lídice da Mata e vota também em Nilo. Zé Neto vota em Nilo para fazer de conta que o PT está com ele e não abre. Já José de Arimatéia, depois de noites de vigília com os líderes do PRB, ligado à IURD, recebeu o sinal e vai votar em Coronel.


    Repúdio


    Durante reunião realizada no sábado, 28, a Bancada de Oposição na ALBA e o Prefeito ACM Neto declararam repúdio às medidas cautelares e prisão domiciliar impostas ao Deputado Estadual Soldado Prisco (PPS), coordenador-geral afastado da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares do Estado da Bahia (ASPRA), por comandar três assembleias militares, em 2016. Segundo a avaliação dos parlamentares oposicionistas, as medidas vêm cerceando o direito do Deputado Prisco de livre exercício da atividade parlamentar. Eles alertam que Prisco está sendo punido por tentar negociar com o governo melhorias para os policiais militares e por defender os interesses dos servidores da segurança pública.


    Só elogios


    O Deputado Federal Antônio Brito (PSD-BA) participou por mais um ano da tradicional Festa da Purificação, na Cidade de Santo Amaro. Em sua passagem pelo evento, o parlamentar que tem forte atuação na área da saúde, elogiou a estrutura da festa, em especial da saúde, que conta com atendimentos itinerantes e fixos, inspeções diárias da vigilância sanitária e equipe do SAMU a postos para o evento. "O Prefeito Flaviano Rohrs e o Secretário de Saúde Maurício Dias estão de parabéns pela estrutura de saúde montada para o evento. Essa é uma mostra do comprometimento desta nova gestão com a saúde do município, que conta com o meu empenho em Brasília para fortalecer esse trabalho", disse o deputado.


    Pedido negado


    O presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ministro Humberto Martins, negou o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). A defesa alegou que a decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) de negar a liberdade e a aplicação de medidas cautelares alternativas à prisão não estaria devidamente fundamentada. A defesa sustentou ainda que não haveria elementos para a manutenção da prisão do ex-governador.


    Mais empregos


    O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou nesta terça-feira (31) que o foco do Governo Federal é a adoção de medidas para fortalecer a microeconomia e gerar empregos. Na abertura das reuniões dos grupos de trabalho do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), Padilha destacou as ações recentes que foram direcionadas à macroeconomia, como o ajuste fiscal, mas reconheceu que é necessário investir em medidas para geração de empregos a curto prazo.


    Novo líder


    Em reunião realizada na residência oficial do Senado, ontem (31), integrantes da bancada do PMDB escolheram, por aclamação, o Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para ser o novo líder do partido na Casa. A informação foi confirmada por meio da assessoria do peemedebista. No encontro, integrantes da legenda também ratificaram a indicação do Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) para disputar a presidência do Senado. O nome do senador cearense já era dado certo desde o final do ano passado, quando começaram a avançar as articulações para a sucessão do comando da Casa.



  • 31/01/2017


    31.01.2017 15h22m
    Recomendar

    Sobe - SEDESO por fazer campanha visando incentivar adesão a Tarifa Social da COELBA.


    Desce - Cidadãos que ignoram o risco iminente da tríplice epidemia e deixam água parada em suas casas.


    Decisão acertada


    O Presidente Michel Temer (PMDB) elogiou a postura da Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, em homologar as delações premiadas do 77 executivos da Odebrecht, nesta segunda-feira (30). “A ministra já tinha pré-anunciado que muito possivelmente hoje ou amanhã faria a homologação. Fez o que deveria fazer e, nesse sentido, fez corretamente”, disse Temer, em visita a Pernambuco.


    O quanto antes, melhor


    O Senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou na segunda-feira (30), ao Broadcast Político, que o ideal seria que o conteúdo das homologações das delações da Odebrecht fosse divulgado antes da eleição para as Mesas Diretoras da Câmara e do Senado. Para ele, o Legislativo está numa situação “constrangedora”- já que, poderá eleger parlamentares para cargos do comando das duas Casas Legislativas, que futuramente poderão ser alvo de questionamentos no Supremo Tribunal Federal (STF).


    Corte de gastos


    O Governo Federal deve iniciar em fevereiro a substituição dos carros oficiais pelo serviço de rádio táxi para funcionários de cargos de confiança - exceto aqueles de alto escalão. De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, os funcionários pedirão os carros por um aplicativo de celular. Cada viagem e percurso ficarão registrados no sistema. A conta das corridas ficará sob responsabilidade dos cofres públicos. A estimativa é de economia de carros, gasolina e motoristas, além de coibir abusos com veículos públicos, como levar e buscar filhos na escola e fazer compras no supermercado.


    Do vôlei para a política


    O ex-técnico da Seleção de Vôlei do Brasil, Bernardinho, pode concorrer às eleições para governador do Estado do Rio de Janeiro pelo PSDB, em 2018. A informação foi publicada neste domingo (29) pela “Coluna do Estadão”, do jornal O Estado de São Paulo. Segundo jornalistas, os dirigentes da legenda cogitam a possível, tendo em vista o atual cenário político fluminense, que anda movimentado desde a queda do grupo liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).


    Desesperado


    O ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), teria entrado em desespero ao saber que o doleiro Lúcio Funaro vinha se preparando para firmar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF). De acordo com informações publicadas pelo colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim no domingo (29), o peemedebista passou a telefonar insistentemente para a mulher de Funaro, para prestar solidariedade e sondar se ele já havia iniciado a delação.


    Estado se agravou


    A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva apresentou piora no quadro clínico neste fim de semana. Segundo os médicos do Hospital Sírio Libanês, ela chegou a ter uma parada cardíaca, que foi revertida. De acordo com a equipe médica que a acompanha, a situação da esposa do ex-presidente Lula é muito grave. Marisa teve um AVC hemorrágico na semana passada.


    Rombo fiscal


    Com a queda na arrecadação consequente do quadro de recessão da economia do País, as contas do governo registraram um rombo de R$ 154,25 bilhões - equivalente a 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), em 2016, como informado pela Secretaria do Tesouro Nacional na segunda-feira (30). Além de ser o terceiro ano consecutivo com as contas no vermelho, esse foi também o maior rombo fiscal em 20 anos, considerando que os dados começaram a ser contabilizados em 1977.


    Defesa entregue


    O Governo brasileiro apresentou no sábado (27) ao Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU), a defesa do País contra a petição apresentada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em julho do ano passado, em que ele alega ser vítima de violação de direitos humanos em razão das ações da Operação Lava Jato. Entretanto, o teor da defesa, entregue em Genebra, sede da ONU, não foi divulgado oficialmente. 



  • 28/01/2017


    28.01.2017 10h49m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por reduzir em quase 50% o número de novos casos de Hanseníase na cidade.


    Desce - Indivíduos que ainda alimentam ideias preconceituosas para com os portadores de Hanseníase em Feira.


    Mais Médicos


    Profissionais brasileiros irão preencher, a partir de fevereiro, 900 vagas que antes estavam ocupadas por médicos cubanos no programa Mais Médicos. Lançado em novembro, o mais recente edital ofertou 1.390 vagas, das quais 1.378 serão ocupadas por médicos com registro profissional no Brasil. As 12 vagas remanescentes serão ofertadas novamente a médicos com registro no País em segunda chamada, prevista para o começo de fevereiro.


    Farra milionária


    O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, gastou mais de R$ 6,5 milhões em joias entre 2000 e 2016. Elas foram pagas em dinheiro vivo e sem emissão de nota fiscal, segundo documentos elaborados pelo MPF (Ministério Público Federal) na investigação da operação Eficiência, deflagrada na quinta (26) e que teve o empresário Eike Batista como um dos alvos. Lulistas preocupados Líderes da oposição estariam preocupados com os possíveis efeitos negativos da prisão de Eike Batista sobre a futura candidatura de Lula à presidência da República. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o raciocínio dos petistas é que se o empresário for preso e fizer delação premiada, a relação dele com o ex-presidente será alvo de interesse pelos investigadores.


    Reforma trabalhista


    Pressionado, o governo já demonstra flexibilidade em relação à reforma trabalhista, que não deve mais ser discutida em regime de urgência constitucional. O Presidente Michel Temer telefonou na quinta-feira (26) para o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, para consultá-lo e recebeu a resposta de que o melhor seria não acelerar a proposta devido a pedidos das centrais sindicais.


    “Ninguém deseja ser relator”


    O Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, afirmou na quinta-feira (26), que “ninguém deseja ser relator da Lava Jato” porque isso “tumultua a vida de todos”. “Evidentemente, qualquer um que for designado relator terá que assumir. Não se pode dizer que lá não está. Apenas isso. [Mas] Acho que ninguém deseja ser relator da Lava Jato”, afirmou após uma palestra em São Paulo.


    Odebrecht


    O executivo Marcelo Odebrecht foi ouvido na manhã de sexta-feira (27), em Curitiba, numa audiência sigilosa, como parte do processo de homologação do seu acordo de delação premiada. Um juiz auxiliar do ex-ministro Teori Zavascki, Márcio Schiefler Fontes, viajou até Curitiba para ouvir o executivo. A audiência começou por volta das 10h e durou cerca de duas horas. Esse é um procedimento padrão na delação premiada: antes da homologação, a Justiça ouve o candidato a delator para saber se o acordo foi feito espontaneamente, se o colaborador confirma os fatos narrados na delação e se o processo atendeu às regras da lei.



  • 27/01/2017


    27.01.2017 10h53m
    Recomendar

    Sobe - Famílias que realizam encontro só para resgatar a cultura do abraço e do olhar fraterno.


    Desce - A mortandade que assola policiais militares na Bahia.


    Paulo Coelho


    O pagador de promessas e escritor Batista está fazendo uma nova promessa. Ele afirmar que se José Ronaldo for candidato a senador e ganhar a eleição, ele fará a caminhada de Santiago de Compostela. Trecho entre Sul da França e a cidade espanhola. Com esse novo roteiro, Batista internacionaliza o seu périplo de caminheiro. ACM e ACM Neto sempre foram seus preferidos. Decepcionado com Neto, seus olhos se voltam para José Ronaldo.


    Praguejando


    Os invejosos já praguejam essa nova tentativa do futuro internacional Batista e especulam: “O azar de Batista é se Ronaldo não ganhar a eleição, portanto, dando inversão da promessa, Ronaldo pode deportá-lo para uma caminhada na Sibéria”. Aí é uma gelada!


    Miss


    Sem o comando da Prefeitura de Cardeal da Silva e com o final da gestão na UPB, especula-se que Quitéria ocupará um cargo no governo. Os secretários que ainda não foram remanejados ficam de orelha em pé, pois, o governador a convidou para uma conversa. Outros, mais tranquilos avaliam que o único cargo que Quitéria poderá ocupar é o de miss beleza governamental.


    Lava Jato


    Na verdade, só depois da divulgação dos nomes dos citados na delação dos executivos da Odebrecht é que podemos especular com alguma consistência quem serão candidatos a governador e a senador na Bahia. Alguns afoitos para os cargos já deram um freio a partir do pedido da companhia. Vamos ter muitas novidades, até entre os federais.


    Pós UPB


    Incerta, a eleição para presidência da Assembleia Legislativa criou mal-estar para base do governo, que tem três nomes na disputa - Marcelo Nilo (PSL), Ângela Coronel (PSD) e Luiz Augusto (PP) - pode ser decidia com os votos da oposição, que conta com 21 deputados. E com o “passe” valorizado, os oposicionistas estão se reunindo com o Prefeito ACM Neto (DEM). “O meu papel nesse processo é tentar extrair uma posição coletiva. Mas a minha opinião é o que menos conta nesse processo. O que mais conta é a posição dos deputados estaduais da nossa bancada e o que a maioria sinalizar será respeitado”, reafirmou Neto.


    Tamanho G


    O Governador da Bahia, Rui Costa (PT), usou as redes sociais para cutucar o Prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB). O tucano tem pintado paredes da capital de cinza. “Quem curtiu o trabalho das artistas Sista Kátia e Nila Carneiro no Hospital da Mulher? O Governo do Estado valoriza a arte urbana e usa as cores para cobrir o cinza. Aqui até o grafite é tamanho G”, disse Rui, ao mostrar um grafite feito no Hospital da Mulher.


    Ficou incomodado


    Após ser alvo de piadas e memes na internet por conta da foto oficial, o Presidente Michel Temer (PMDB) ligou para o publicitário que já faz parte do PMDB há 15 anos, Elsinho Mouco, que teria considerado normal a repercussão. “O conceito é de ordem política e progresso da economia”, teria dito o publicitário, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo.



  • 26/01/2017


    26.01.2017 11h43m
    Recomendar

    Sobe - Governador Rui Costa por mostrar força ao eleger seu candidato para presidir UPB.


    Desce - A guerra envolvendo o transporte clandestino em Feira de Santana.

     

    Não quer desagradar


    Diante do momento delicado na relação entre o Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF), o Presidente Michel Temer tenta evitar ao máximo que a escolha do nome que substituirá Teori Zavascki desagrade a presidente da Corte, Cármen Lúcia. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a ministra não será consultada, mas Temer pretende usar todos os espaços de interlocução, de modo que ela não fique insatisfeita com a indicação. Um palaciano próximo ao presidente sinaliza que como há coincidência no mandato de Temer e Cármen Lúcia, eles precisam manter uma boa relação.


    Segue na UTI


    Internada na terça-feira (24), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico, a esposa do ex-presidente Lula, Marisa Letícia, 66 anos, passou por um procedimento para monitoramento da pressão intracraniana. Segundo o boletim médico do hospital, foi realizada a passagem de um cateter ventricular, após uma tomografia de crânio para controle de sangramento cerebral. Ela permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).


    Futuro incerto


    Aliada do Governo Estadual e de saída da presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), Maria Quitéria (PSB) ainda não tem futuro definido, mas revela intenção do Governador Rui Costa em conversar sobre o assunto. "O governador quer conversar comigo. Vou ouvir a proposta, se tem a ver com o que eu gosto, que é trabalhar pelos municípios", disse Quitéria ao chegar à sede da UPB ontem (25), quando ocorreu a eleição para a nova diretoria da entidade.


    IR


    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) enviou ao Presidente Michel Temer ofício em que pede a correção integral da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), de acordo com a inflação. A entidade quer a revisão dos valores do IR para evitar que contribuintes isentos passem a pagar o tributo, já que, o reajuste salarial não acompanha a atualização da tabela. O presidente afirmou que debateria o assunto com o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.


    Veto a aumento salarial


    O Ministério Público da Bahia (MP-BA) ajuizou uma ação civil pública contra a Lei 1354/2017, que aumenta o salário do prefeito e dos vereadores de Paulo Afonso. A promotora de Justiça Milane Caldeira Tavares, autora da ação, pede que a Justiça anule a norma que eleva o salário do prefeito de R$ 20 mil para R$ 33 mil, maior até do que o do Presidente da República. A lei ainda reajusta o salário do vice-prefeito para quase R$ 15 mil e dos vereadores para R$ 12 mil. Caso a Justiça acate os pedidos formulados pela promotora de Justiça no último dia 19, será suspenso, liminarmente, o pagamento do prefeito, do seu vice, dos secretários, do corregedor e do procurador do Município.  



  • 25/01/2017


    25.01.2017 09h25m
    Recomendar

    Sobe - A corrente do bem que a comunidade está fazendo para encontrar a criança desaparecida no último sábado.


    Desce - Os boatos mentirosos e as informações falsas que surgem em torno da questão do desaparecimento da criança no sábado passado.


    Preocupado


    Preocupado com notícias divulgadas no fim de semana, com inúmeras ilações sobre sabotagem envolvendo a queda do avião do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, na última quinta-feira (19), em Paraty, o Presidente Michel Temer convocou o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o comandante da Aeronáutica, Brigadeiro Nivaldo Rossato, para se informar sobre a investigação que está sendo realizada pela Força Aérea e sobre os prazos de conclusão dos trabalhos. As primeiras informações repassadas ao presidente foram de que quando as condições climáticas são ruins, aumentam os riscos da operação naquela região, onde há registros de inúmeros acidentes.


    Novo ministro


    O PMDB e o Presidente Michel Temer (PMDB) devem escolher ainda essa semana o substituto do Ministro do STF, Teori Zavascki. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Temer quer passar a mensagem de que o Planalto não age para interferir na Operação Lava Jato ou para obter benefícios no Supremo. Os nomes dos ministros Alexandre de Moraes (Justiça), que tem apoio do PSDB e do DEM, e de Grace Mendonça (Advogada-Geral da União), teriam perdido força para o de Ives Gandra Filho, Presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).


    Internada às pressas


    A ex-primeira dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deu entrada na sala de emergência do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde de ontem (24). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da unidade. De acordo com a GloboNews, a suspeita é de que Marisa tenha sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC).


    Imbassahy manterá equipe


    Caso assuma a Secretaria de Governo do Presidente Michel Temer (PMDB), o que tudo indica que acontecerá, o Deputado Federal Antônio Imbassahy (PSDB) deve manter a equipe de assessores deixados pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). A questão faz parte do acordo dos tucanos com Temer. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, uma fonte com bom trânsito pelo Planalto disse que Imbassahy não “vai fazer briga de Dom Quixote, vai consolidar a maioria para votar na Câmara e Senado”.


    Contraditório


    A Prefeitura de Itabuna publicou, em seu Diário Oficial, uma licitação para a compra de um automóvel avaliado em R$ 96 mil, que será utilizado pelo gabinete do Prefeito Fernando Gomes (DEM). O fato gerou controvérsias no município, já que, no primeiro dia de governo, o demista decretou emergência financeira, reduziu cargos e planejou uma reforma administrativa com o objetivo de cortar custos.


    Novo delator


    Apontado pela Polícia Federal como responsável por entregar propina de empreiteiras ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente de avião, em agosto de 2014, o empresário João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, conhecido como João Lyra, assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da Operação Turbulência. Lyra se apresentou formalmente como o único comprador do avião que caiu em Santos (SP). O acordo ainda precisa ser homologado pela Justiça e João Lyra deve prestar depoimento nas próximas semanas.


    Nepotismo


    O Prefeito de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, Pitágoras (PP), foi recomendado a demitir parentes dele mesmo e de servidores de comando. O caso vale para quem tem ligação com o próprio Pitágoras, ou com a vice-prefeita, Marcia Gomes, vereadores, secretários municipais e outros servidores. A recomendação partiu do 3º Promotor de Justiça de Candeias, Millen Castro Medeiros de Moura, do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Entre os argumentos elencados pelo promotor, figura a possibilidade de nepotismo [contratação favorecida de parentes] à revelia do interesse público.



  • 24/01/2017


    24.01.2017 08h51m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por ganhar mais representação no Governo do Estado.


    Desce - O transporte clandestino que insiste em burlar a lei em Feira de Santana.


    Herança do novo ministro


    Com a morte do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, vários temas que estavam em discussão na Corte devem demorar para retomar à pauta de julgamento. Ao todo, o acervo de gabinete do ministro é de aproximadamente 7,5 mil processos. Deste total, 5,6 mil ainda estão pendentes de uma decisão final. O restante encontra-se na fase de recursos. Cerca de 120 processos são referentes à Lava Jato. Nas mãos de Teori também estavam casos penais envolvendo o Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e o Senador Ivo Cassol (PP-RO). Nos dois casos houve pedido de vista pelo ministro.


    Otto quer baiano no STF


    O Senador Otto Alencar (PSD) acredita que um dos revisores do processo relacionado à Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso ou Celso de Mello, deveria assumir o caso após a morte do Ministro Teori Zavascki na última quinta-feira (19). Para Otto, o Presidente Michel Temer acertou ao esperar a definição de quem vai relatar o processo para depois indicar o nome membro do tribunal. O senador baiano lamentou a morte de Teori Zavascki e declarou que o momento é de serenidade e responsabilidade para se investigar o acidente aéreo.


    Wagner citado novamente


    A Lava Jato abriu nova frente de investigação e agora mira o antecessor de Paulo Roberto Costa na Petrobras, Rogério Manso. Apontado por delatores como um nome do PSDB na estatal, Manso também teria atuado, segundo a Polícia Federal, na captação de dinheiro para a campanha do então candidato a governador e atual Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner (PT). Manso é acusado de participar de um esquema de pagamento de propinas na área de compra e venda (trading) de combustíveis e derivados de petróleo da estatal petrolífera.


    Planos de saúde na mira


    Projeto que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) limita a 20%, no máximo, os descontos que podem ser ofertados às empresas operadoras de planos privados de saúde sobre as multas decorrentes de infrações cometidas contra os consumidores. A proposta (PLS 160/2016) é de autoria do Senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). O relatório do Senador Dário Berger (PMDB-SC) é favorável ao projeto, que deverá seguir diretamente para análise na Câmara dos Deputados caso seja aprovado, pois, a decisão no colegiado é terminativa. A palavra final no Senado só caberá ao Plenário se houver recurso com essa finalidade, assinado por pelo menos nove senadores.

     

    Reforma administrativa


    A conta gotas, a reforma administrativa do Governo do Estado terá mais mudanças. Um dos postos em que o comando deve mudar é a Secretaria de Cultura, atualmente sob a batuta do professor Jorge Portugal, da cota pessoal do Governador Rui Costa. Informações confirmadas por várias fontes do governo dão conta de que Portugal sofreu há alguns dias um Acidente Vascular Cerebral (AVC), mas já está de novo na ativa.


    De volta à disputa


    O Desembargador Federal Hilton Queiroz, presidente do Tribunal Regional Federal (TRF), da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, derrubou uma decisão liminar tomada na última sexta-feira (20), que impedia a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara dos Deputados. Com isso, Maia passa a ser candidato à reeleição e pode assumir o cargo por mais dois anos. Queiroz escreveu, na decisão tomada neste domingo, (22) que o artigo 57 da Constituição Federal deixa clara a permissão para que Maia concorra à reeleição. Ele atendeu a um recurso feito pela Advocacia-Geral da União (AGU).


    Governo nega canibalismo


    Vídeos feitos de dentro da penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, mostram presos que dizem estar queimando partes de corpos humanos em fogueiras. Apesar de reconhecer a veracidade das imagens e mesmo com denúncias de familiares de detentos, o governo afirma que não há registro de canibalismo no local. Alcaçuz é palco de uma “guerra” entre duas facções rivais desde o dia 14 de janeiro, quando pelo menos 26 presos foram brutalmente assassinados. Por enquanto, as forças policiais controlam apenas a área externa da penitenciária.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia